A MAQUETE COMO RECURSO DIDÁTICO NO ENSINO DE SOLOS

Eder Fabiano Santos, Suyan Roberta Isaka

Resumo

O debate em torno de temáticas ambientais está presente nos mais diversos segmentos da sociedade. Porém, ainda não é comum a percepção de que o meio ambiente deva ser compreendido como resultado da integração de diversos componentes da natureza, estando entre estes, o solo. Quando verificamos de forma mais atenta o valor ecológico que o solo tem para as pessoas, percebemos que ele é ínfimo. A partir disso, faz-se necessária uma abordagem escolar construtivista, a qual seja capaz de possibilitar que o estudante perceba-se como um sujeito, que interage com o meio, em específico com o solo. Dessa forma, pretende-se trabalhar neste artigo o uso de maquete como sugestão de recurso didático no ensino de Solos, na disciplina de Geografia, utilizando-se do viés de educação ambiental proposto nos PCNs de 1997. Para isso, foram desenvolvidas as temáticas: erosão, assoreamento e impermeabilização do solo - com o auxílio de maquete. Assim, consiste em uma proposta de ensino com o uso desse recurso didático, que almeja como resultados esperados, contribuir para uma melhor compreensão acerca dos processos pelo qual o solo passa, bem como dos efeitos que as condições do solo podem trazer para a sociedade.

Palavras-chave

Modelo de representação; Material de apoio; Educação.

Texto completo:

PDF