Territorializações de Grupos Juvenis em Santa Maria-RS

Arthur Breno Stürmer, Gustavo Pauli Herrmann

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi estudar a juventude e sua relação com o espaço urbano na cidade de Santa Maria-RS, focalizando grupos juvenis. Através de sua territorialização, discute-se a relação intrínseca entre identidade e espaço. O método etnográfico e a ferramenta flâneur foram usados para localizar e observar grupos juvenis no Parque Itaimbé. O setor três deste Parque revelou-se um dos melhores locais para as territorializações, seja pela sua área verde e espaço amplo, seja pelo favorecimento de encontros, convivência tranquila e possibilidade de apropriação do espaço. Conclui-se que os grupos juvenis possuem necessidade de espaços de socialização que permitam a vivência em grupos. Suas territorializações demonstram suficientemente a busca por locais que contrastam com a cor cinza da cidade, o barulho, a insegurança e a falta de liberdade que estão nos arredores do Parque.

Palavras-chave


Território; Espaço; Juventude; Flâneur; Etnografia.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2017 Perspectiva Geográfica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Perspectiva Geográfica

 


e-ISSN: 1981-4801

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Marechal Cândido Rondon
Curso de Graduação e Pós-Graduação em Geografia
Rua Pernambuco, 1777 - Centro
Marechal Cândido Rondon – Paraná - CEP: 85960-000

| revista.pgeografica@unioeste.br |