Escola: Lugar de Ideologia(s)? Qual(is)? - Análise sobre o Movimento Escola “Sem” Partido

Anderson de Sousa, Fabrício Pedroso Bauab

Resumo

A discussão a respeito da ideologia nas escolas nunca esteve tão em alta como em dias atuais na incipiente democracia brasileira. Aliás, é como se, de uma hora para outra começássemos a perceber, questionar algo, até pouco tempo, impensável, pelo menos na história recente de nosso país. A despeito de querer afirmar que a escola não é lugar de ideologia alguns grupos que lograram êxito nos últimos anos, pelo mal momento econômico e político, buscam, na verdade, de uma maneira intransigente, suprimir por completo as discussões que tratam, sobretudo, da teoria crítica, e que buscam, através do legado de grandes autores nacionais, a exemplo do professor e escritor Paulo Freire, ou internacionais, como o filósofo Karl Marx. É para entender toda essa situação e essa passividade que buscamos compreender, e mensurar o quanto os aparelhos ideológicos, especialmente a escola, e a ideologia dominante, interferem na compreensão de mundo pela sociedade como um todo. Também, por entendermos que essas ideologias estão postas à sociedade, pelos diversos aparelhos, buscando nos impregnar a visão clássica conservadora, de preferência pelo liberalismo econômico, em detrimento de uma visão mais social.

Palavras-chave

Ideologia dominante; Cerceamento; Neutralidade.

Texto completo:

PDF