Fronteiras e territórios: conquistas e explorações nos sertões do Mato Grosso e Paraná

Valdir Gregory

Resumo

Este texto enfoca descrições e observações sobre empreendimentos nos sertões do Mato Grosso e do Paraná. Aborda a Companhia Mate Larangeira, mostrando a criação e atuação desta empresa, a estruturação e empreendimentos, as concessões nesses dois estados. Traz elementos para subsidiar a análise sobre atividades econômicas em contextos de fronteiras e territórios no final do século XIX e na primeira metade do século XX. Mostra conteúdos de narrativas, destacando características relacionadas a disputas territoriais e exploração extrativista. Mostra a atuação de empreendedores nos países do entorno da Tríplice Fronteira Brasil, Argentina e Paraguai. Evidencia um contexto em que as fronteiras nacionais foram sendo diluidas nos cotidianos da exploração de riquezas naturais e dos trabalhadores, na circulação de mercadorias e na atuação de empreendedores. As fontes utilizadas são narrativas e relatos de autoridades e de empreendedores. Também, foram utilizados bibliografia e trabalhos monográficos relacionados aos assuntos discutidos. Estas e outras fontes, que serão citadas no decorrer do texto, abordam assuntos variados, como acessos e vias de transporte, potencialidades naturais da hidrografia e da vegetação, atividades e potencialidades econômicas e, em vários momentos, os indivíduos e grupos humanos.

Palavras-chave

Fronteiras; Territórios; Companhia Mate Laranjeira.

Texto completo:

PDF