O REINO DE CRISTO NA TERRA: PROFETISMO E MILITÂNCIA EM THOMAS MÜNTZER

Tarcísio Vanderlinde

Resumo


O artigo discute a atuação de Thomas Müntzer enquanto teólogo e militante durante a Guerra dos Camponeses. O conflito ocorreu na Alemanha na primeira metade do século XVI. De uma relação inicialmente amistosa com Martinho Lutero, Müntzer passaria a divergir do monge agostiniano pregando uma reforma radical envolvida com elementos religiosos que se identificavam com as reivindicações dos camponeses. A ousadia do teólogo o levou, juntamente com os camponeses, a um fim trágico.  No século XX, a ação revolucionária do profeta chegou a ser associada ao ideário de “precursor da revolução socialista”. Entre os intérpretes das ações do teólogo destacam-se as contribuições de Hugo Echegaray e Ernst Bloch. Bloch viu em Thomas Müntzer o “teólogo da revolução”. A ênfase do artigo volta-se aos estudos realizados por estes dois intérpretes. Contudo, outras fontes, como as homilias de Thomaz Müntzer e os “Os doze artigos dos camponeses” procuram qualificar a reflexão.


Palavras-chave


Thomas Müntzer; Teologia; Guerra dos camponeses.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Perspectiva Geográfica

 


e-ISSN: 1981-4801

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Marechal Cândido Rondon
Curso de Graduação e Pós-Graduação em Geografia
Rua Pernambuco, 1777 - Centro
Marechal Cândido Rondon – Paraná - CEP: 85960-000

| revista.pgeografica@unioeste.br |