Notas para um conceito de imaginário em Maurice Blanchot

Renato Suttana

Resumo


Este trabalho se constitui numa apresentação dos conceitos de imagem e de imaginário, propostos por Maurice Blanchot nas reflexões que desenvolve em seu livro O espaço literário. A imagem é, ao mesmo tempo, morte da coisa e apropriação no movimento da perda, presença do ser e ausência no simulacro. Esse modo de abordá-la abre caminho para compreendermos a literatura como posse do mundo em sua totalidade, configurada como perda e dispersão no imaginário.

Palavras-chave


Símbolo; Alegoria; Imagem; Imaginário; Maurice Blanchot

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.48075/rlhm.v5i5.2116

Direitos autorais



Revista de Literatura, História e Memória - Qualis B2

ISSN: 1983-1498 — ISSN: 1809-5313


Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalhm@gmail.com |