Releituras da história em "O ano da morte de Ricardo Reis", de José Saramago, e "Sostiene Pereira", de Antonio Tabucchi

Cátia Inês Negrão Berlini de Andrade

Resumo

O presente trabalho realiza uma leitura comparativa entre O ano da morte de Ricardo Reis (1984), de José Saramago, e Sostiene Pereira (1994), de Antonio Tabucchi, centralizada nos procedimentos narrativos desses romances e com destaque especial no modo como o “real” é ficcionalizado pelos dois escritores. Pretende-se, assim, discutir como o escritor português e o escritor italiano, por meio dos procedimentos da intertextualidade, da paródia e do conceito de Linda Hutcheon (1991) de metaficção historiográfica recriam um outro “real”, revisitando a história oficial.

Palavras-chave

Antonio Tabucchi; José Saramago; Metaficção historiográfica; Literatura comparada

Texto completo:

PDF