Desempenho agronômico de cultivares de soja e épocas de semeadura, em solo glei húmico com sistema de camalhões

José Assis de Lara Júnior, Cristiano Márcio Alves de Souza, Sálvio Napoleão Soares Arcoverde, Gessi Ceccon, Allison Marques Soares

Resumo


A soja é uma cultura de grande potencial produtivo e econômico no Brasil, porém não tolera grandes períodos de inundações. Seu cultivo com cultivares precoces é uma prática comum no Sul do Estado do Mato Grosso do Sul, visando a safrinha do milho, no entanto, pouca pesquisa é relatada sobre esse fato. Diante do exposto, objetivou-se com o presente trabalho avaliar algumas características agronômicas de três cultivares de soja, semeadas em três épocas, com sistema de preparo do solo feito em camalhões. O experimento foi realizado na Fazenda Águas da Fortuna, Itaporã (MS). O solo é classificado como Glei Húmico, com deficiência em drenagem. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado (DIC), em esquema de parcelas subdivididas, com as parcelas arranjadas em três épocas de plantio (25/09/15, 20/10/15 e 15/11/15) e as subparcelas em três cultivares de soja (BMX Ponta, Coodetec 2728 e Monsoy 6410), contendo 4 repetições. As variáveis analisadas foram a altura de planta, o diâmetro do caule, a massa de 100 grãos e a produtividade da cultura. Semeaduras realizadas na primeira época (setembro) resultam em maior desenvolvimento da cultura e rendimentos de grãos de soja das cultivares Monsoy 6410 e BMX Ponta, quando cultivadas em várzea, com sistema de camalhões.

Texto completo:

PDF


Incluir comentário

Revista Scientia Agraria Paranaensis

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Marechal Cândido Rondon

ISSN: 1983-1471 - (versão eletrônica)

Centro de Ciências Agrárias

Rua Pernambuco 1777 — Caixa Posta 91

CEP 85960-000 Marechal Cândido Rondon — Paraná — Brasil

E-mail: revista.sap@unioeste.br

Fone: (45) 3284 7901