Efeito fisiológico do fungicida boscalida na atividade da nitrato redutase e nas características fitotécnias de pepineiro japonês enxertado e não enxertado.

Luchele Furlan Sirtoli, João Domingos Rodrigues, Rumy Goto

Resumo

Com o objetivo de estudar o efeito fisiológico do fungicida boscalida na atividade da nitrato redutase nas características fitotécnias de pepineiro japonês enxertado e não enxertado o experimento foi conduzido em cultivo protegido na Fazenda Experimental São Manuel, da FCA/UNESP, Campus de Botucatu-SP. Utilizou-se o híbrido de pepino Tsuyataro enxertado em abóbora, ‘Excite Ikky’ e plantas não enxertadas, as quais foram submetidas a diferentes doses de boscalida (0, 25, 50, 75 e 100 g i.a. ha-1) do fungicida Cantus® em intervalos semanais por meio de aplicação foliar. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em esquema fatorial 5 x 2 com quatro repetições e seis plantas por parcela, sendo consideradas as quatro plantas centrais para as avaliações. Observou-se maior atividade da nitrato redutase em plantas enxertadas e houve resposta linear em função das doses aos 81 DAT. Também houve efeito linear em função das doses para área foliar e massa seca de plantas e não houve diferença entre tipos de plantas. Quanto à produção, as plantas enxertadas apresentaram maior produção não comercial, mas não diferiram quanto à produção comercial e total. As menores doses juntamente com o tratamento sem boscalida apresentaram as menores produtividades. Já as duas maiores doses, proporcionaram aumento nas produtividades comercial, não comercial e total, com aumento de 15,90 e 62,37% em relação ao tratamento sem boscalida. Conclui-se que o efeito fisiológico do boscalida tanto em pepineiro enxertado como em plantas não enxertadas, foi obtido com as doses de 75 e 100 g i.a. ha-1.

Palavras-chave

Cucumis sativus L., enzima, bioquímica, cultivo protegido, enxertia

Texto completo:

PDF