Desenvolvimento inicial do milho e atributos químicos do solo em função de diferentes doses de silicato de cálcio

M. V.M. Sarto, M. C. Lana, L. Rampim, J. S. Rosset, P. V. Dal Molin

Resumo

O silicato de cálcio, quando aplicado ao solo, tem efeito sobre a nutrição das plantas, uma vez que é fonte de silício, cálcio e magnésio. Com o objetivo de avaliar o efeito de doses de silicato de cálcio sobre atributos químicos do solo e o desenvolvimento inicial da cultura do milho, realizou-se um experimento em casa de vegetação, em vasos com Latossolo Vermelho eutroférrico – LVef, para testar cinco doses de silicato de cálcio (0; 1,2; 2,4; 4,8 e 9,6 t ha-1) com quatro repetições em, delineamento experimental de blocos casualizados. Foram avaliados os teores N, P, K, Ca e Mg da parte aérea, e, ao final do experimento, a massa da matéria seca da parte aérea e altura de plantas, bem como os teores de Ca e Mg e pH do solo. A matéria seca da parte aérea e altura de plantas não foram influenciadas pela adubação com silicato de cálcio. A aplicação de silicato de cálcio promoveu uma ação corretiva no solo, com aumento da disponibilidade de cálcio e magnésio, além de promover incremento dos teores de N, K, Ca e Mg na parte aérea da cultura do milho.

Palavras-chave

calcário, gesso, Zea mays L., silício

Texto completo:

PDF