Germinação e sobrevivência de Vriesea incurvata Gaudich. sob dossel florestal em diferentes substratos

Daniel Muraro, Raquel Rejane Bonatto Negrelle, Adilson Anacleto

Resumo


Apresentam-se resultados de pesquisa experimental sobre germinação e sobrevivência de Vriesea incurvata Gaudich. realizada no Parque Florestal Rio da Onça (Matinhos-PR; outubro a dezembro/2003). Com o objetivo de produção de mudas desta espécie, o experimento foi realizado em ambiente natural sob dossel florestal em substratos de fácil acessibilidade e baixo custo para o produtor rural, buscando reproduzir a situação ambiental e infraestrutura disponível para as comunidades litorâneas envolvidas com o extrativismo desta espécie. Foram testados os seguintes materiais: casca de Pinus, casca de Pinus humificada, fibra de coco e serapilheira. A fibra de xaxim foi utilizada como substrato testemunha. O experimento foi delineado em blocos ao acaso com quatro blocos e cinco tratamentos contendo 25 sementes por unidade experimental. Utilizaram-se sementes oriundas de plantas existentes no Parque semeadas em vasos plásticos presos aos troncos das árvores. Leituras semanais, durante 58 dias a partir da semeadura, avaliaram a germinação e sobrevivência das plântulas. O substrato com melhor desempenho foi a casca de Pinus, em função dos valores de germinação (32,75 ± 11,67%) e sobrevivência (100 %); significativamente iguais aos obtidos com xaxim, (testemunha) (40,50 ± 12,87%; 100 % - Teste Tukey, p<0.05).


Palavras-chave


produção vegetal; Bromeliaceae; casca de Pínus; extrativismo; plantas ornamentais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18188/sap.v13i3.8448

Incluir comentário

Revista Scientia Agraria Paranaensis

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Marechal Cândido Rondon

ISSN: 1983-1471 - (versão eletrônica)

Centro de Ciências Agrárias

Rua Pernambuco 1777 — Caixa Posta 91

CEP 85960-000 Marechal Cândido Rondon — Paraná — Brasil

E-mail: revista.sap@unioeste.br

Fone: (45) 3284 7901