As sete acepções de “positivo” e suas relações com a educação em Comte

Sergio Tiski

Resumo

O objetivo deste trabalho é esclarecer as sete acepções de “positivo” e a sua relação com a educação em Comte; e assim contribuir para um melhor conhecimento da filosofia comtiana. As fontes são os escritos de Comte. Recolhemos, indutivamente, em vista de chegar à síntese (sinteticamente), todas as referências comtianas relevantes a respeito da questão; recolhemos, dedutivamente (posicionando-nos, portanto, analiticamente), o seu posicionamento indireto; e fazemos a síntese, que é a “descrição” das sete acepções que ele atribui ao termo “positivo”. Naturalmente, esse processo metodológico indutivo-dedutivo, sintético-analítico, é dirigido pela nossa reflexão filosófica. Concluímos que as sete acepções de “positivo” para Comte são as seguintes: “positivo” quer dizer real em contraposição a quimérico, útil em contraposição a ocioso, certo em contraposição a indeciso, preciso em contraposição a vago, orgânico ou construtivo em contraposição a crítico ou destrutivo, relativo em contraposição a absoluto, e simpático em contraposição a egoísta. Concluímos também que a finalidade da educação ou moral prática, em Comte, pode ser dita como devendo desenvolver justamente essa visão realista, útil, certa, precisa, construtiva, relativista e simpática.

Palavras-chave

Comte; Positivo; Educação; Ciência.

Texto completo:

PDF