CRÍTICA E FILOSOFIA

Oswaldo Giacoia Junior

Resumo

O texto procura colocar em diálogo, com vistas à uma reflexão sobre o lugar
contemporâneo da filosofia como crítica, Adorno e Nietzsche e, como eles Foucault. Trata-se
de recordar, com Adorno, a resistência da filosofia aos imperativos da utilidade da ciência
positiva para, com Nietzsche, advogar pela “inservidão voluntária da crítica”. Trata-se, então,
de encontrar Foucault e a retomada do Aufklärung, na esperança, ainda, de que a filosofia
possa desempenhar um papel importante num programa de educação para a liberdade, com
um alcance outro que não uma repetição dócil da esterilização vigente.

Palavras-chave

Aufklärung; Crítica do Presente; Nietszche; Adorno; Foucault.

Texto completo:

PDF