Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Ao longo dos anos, a revista Tempo da Ciência tem se caracterizado como um espaço de discussão de diferentes perspectivas de conhecimento científico relacionados à área de Ciências Sociais. Criada em 1994, a revista Tempo da Ciência é uma publicação semestral do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Sociais da UNIOESTE/Campus de Toledo/PR.
Tempo da Ciência tem como objetivo fomentar o debate acadêmico de temas relevantes das Ciências Sociais.
Publica dossiês temáticos, com prazos definidos para o envio das submissões, além de uma seção livre de artigos e uma de resenhas, ambas com fluxo contínuo.
As contribuições à revista Tempo da Ciência devem ser inéditas e podem ser apresentadas em Português e Espanhol.
As avaliações são realizadas por pelo menos dois pareceristas ad hoc, especialistas no tema.
MISSÃO: A Revista Tempo da Ciência tem por missão estimular e difundir a produção científica nas temáticas pertinentes às Ciências Sociais.
 

 

Políticas de Seção

Páginas Iniciais

Editores
  • Paulo Konzen
  • Equipe SABER
  • Vania Vaz da Silva
Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Editores
  • Vania Vaz da Silva
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Editores
  • Vania Vaz da Silva
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Páginas Finais

Editores
  • Paulo Konzen
  • Equipe SABER
  • Vania Vaz da Silva
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Apresentação

Editores
  • Paulo Konzen
  • Equipe SABER
  • Vania Vaz da Silva
Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Normas para Publicação

Editores
  • Paulo Konzen
  • Equipe SABER
  • Vania Vaz da Silva
Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Tradução

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ ANTROPOLOGIA DO CRISTIANISMO: COSMOLOGIAS, RUPTURAS E CONTINUIDADES

Editores
  • Milene Pereira
  • Vania Vaz da Silva
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ FRONTEIRAS

Editores
  • Milene Pereira
  • Vania Vaz da Silva
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Versão Completa da Revista

Editores
  • Equipe SABER
  • Vania Vaz da Silva
Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: A morte, os mortos e o morrer: teorias de ritual

O uso da teoria de ritual em suas mais diversas abordagens para a análise dos processos associados à morte é considerado um instrumental clássico nas ciências humanas e sociais, notadamente na antropologia. Contudo, já há alguns anos a utilização desta categoria tem sido questionada, principalmente a partir do reconhecimento das transformações nas dinâmicas contemporâneas. Nesse cenário revisionista, temáticas como as da laicização, da secularização, e do individualismo, dentre outras, foram compreendidas como obstáculos para o uso de uma categoria que anteriormente se aproximava da arena do social e do formal. De forma diferente, recentes pesquisas tem evidenciado que a existência desses mesmos elementos incentivou a criação de novas formas de observação dos rituais que colocam em voga temáticas como relacionalismo, interatividade, reflexividade, reposicionamento.

Convocamos pesquisadores das mais diferentes áreas das ciências humanas e sociais para apresentarem artigos que partam de um aprofundamento e revisão dessa arena analítica já consagrada, buscando pesquisas nas quais as mais diversas possibilidades de teorias de ritual estejam em evidência: rituais formais, informais, individuais, coletivos, em presença, à distância, públicos, privados, ritualizações. Enfim, desejamos selecionar trabalhos nos quais a vivência da morte, do enterro e/ou do luto sejam debatidas assumindo o uso da teoria de ritual como modelo para análise. Nosso objetivo é encontrar lugares de criatividade e inovação em um campo já consagrado.

Editores
  • Equipe SABER
  • Andréia Silva
  • Vania Vaz da Silva
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: "economia política do simbólico"

Editores
  • Equipe SABER
  • Vania Vaz da Silva
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

 Sistema de Submissão: fluxo contínuo

Os manuscritos podem ser submetidos em qualquer data. Assim que forem enviados, serão designados os avaliadores e, em caso de aprovação, serão incorporados no próximo número a ser publicado.


Sistema de Publicação: ahead of print

Os trabalhos aceitos para publicação e que tiveram os procedimentos editoriais encerrados serão imediatamente publicados. Isso será feito até que se encerre a composição de um novo fascículo.


 

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

 

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Editora Responsável

Profa. Dra. Vania Sandeleia Vaz da Silva

 

Comissão Editorial - Tempo da Ciência

Profa. Dra. Andréia Vicente da Silva
Prof. Dr. Gustavo Biasoli Alves
Prof. Dr. Marco Antonio Arantes
Prof. Dr. Osmir Dombrowski
Profa. Dra. Vania Sandeleia Vaz da Silva

 

Conselho Editorial - Tempo da Ciência

  • Allan de Paula Oliveira – Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR
  • Ana Cleide Chiarotti Cesário – Universidade Estadual de Londrina - UEL
  • Eric Gustavo Cardin – Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Carla Cecília Rodrigues Almeida – Universidade Estadual de Maringá - UEM
  • Celso Antonio Fávero- Universidade do Estado da Bahia - UNEB
  • Emilce Beatriz Cammarata- Universidade Nacional de Missiones/Argentina
  • Eric Sabourin – CIRAD
  • Erneldo Schallenberger - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Evaldo Mendes da Silva- Universidade Federal de Alagoas - UFAL
  • Geraldo Magella Neres - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Ileizi Luciana Fiorelli Silva - Universidade Estadual de Londrina - UEL
  • João Virgílio Tagliavini- Universidade Federal de São Carlos - UFSCar
  • José Lindomar Coelho Albuquerque- Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
  • Juan Carlos Arriaga-Rodríguez - Universidad de Quintana Roo - México
  • María Lois - Universidad Complutense de Madrid
  • Maria Salete Souza de Amorim – Universidade Federal da Bahia - UFBA
  • Miguel Angelo Lazzaretti - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Oscar Calavia Sáez – Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
  • Otávio Velho – Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
  • Paulo Roberto Azevedo - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • René E. Gertz – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS e  Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
  • Ricardo Cid Fernandes – Universidade Federal do Paraná - UFPR
  • Rosana Kátia Nazzari - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Silvio Antônio Colognese - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Wagner Pralon Mancuso – Universidade de São Paulo - USP
  • Yonissa Marmitt Wadi - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE