Fronteiras e margens em Horacio Quiroga: uma leitura de “Los desterrados”

Gustavo Villela Lima da Costa

Resumo


 Este artigo propõe uma leitura do conto "Los desterrados", do escritor uruguaio Horacio Quiroga, publicado em 1926. Na primeira parte do texto discutiremos a fronteira como um conceito que atravessa o conto e a própria obra do autor. Na segunda seção do artigo, interpretaremos a morte dos personagens João Pedro e Tirafogo como um símbolo de sua identidade fronteiriça. Por fim, analisaremos o papel das margens e fronteiras na construção dos Estados Nacionais, em uma perspectiva não hegemônica das relações de poder.

Palavras-chave


Fronteira; margem; Literatura; Uruguai

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Tempo da Ciência



e-ISSN: 1981-4798 — ISSN: 1414-3089

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais

Rua da Faculdade, 645 — Jardim La Salle
CEP: 85903-000 — Toledo-Paraná-Brasil

| revistatempodaciencia@yahoo.com.br |