Políticas de Desenvolvimento Rural, produção e preservação ambiental: diálogo efetivo entre sociedade e natureza ou parasitismo mútuo de linguagem?

Osmar Tomaz de Souza, Hieda Maria Pagliosa Corona, Cimone Rozendo de Souza, Janise Bruno Dias, Joel Leandro Queiroga

Resumo


Os conhecidos limites e a insuficiência do modelo de desenvolvimento baseado na industrialização e no crescimento econômico vêm levando a sociedade a repensar práticas e a aprofundar o debate em torno do desenvolvimento sustentável. No meio rural, o termo “sustentável” foi incorporado às políticas públicas de desenvolvimento nas últimas décadas e trouxe implicações tanto para as práticas produtivas em curso quanto para a reprodução dos agricultores, especialmente os agricultores familiares. O objetivo deste trabalho é apresentar reflexões e embates ligados aos temas espaços rurais, políticas públicas, desenvolvimento rural, produção e preservação ambiental a partir de resultados de pesquisas em municípios da Região Metropolitana de Curitiba (PR).

Palavras-chave


Heterogeneidade; políticas públicas; desenvolvimento rural sustentável

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Tempo da Ciência



e-ISSN: 1981-4798 — ISSN: 1414-3089

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais

Rua da Faculdade, 645 — Jardim La Salle
CEP: 85903-000 — Toledo-Paraná-Brasil

| revistatempodaciencia@yahoo.com.br |