Comerciantes, trabalhadores(as) e nacionalidades na fronteira entre Salto del Guairá-Canindeyú/PY, Guaíra-Pr/BR e Mundo Novo-MS/BR entre 1960 e 2018

Cíntia Fiorotti

Resumo

O objetivo deste texto é discutir, a partir das próprias experiências e interpretações dos(as) trabalhadores(as) envolvidos(as) na venda de importados na fronteira Paraguai-Brasil, como eles(as) lidam com os conflitos e se relacionam com os sujeitos e os lugares onde vivem e trabalham. A pesquisa foi realizada na fronteira entre Guaíra-PR/BR, Mundo Novo-MS/ BR e Salto del Guairá-Canindeyú/PY, dando ênfase a esta última cidade. Por meio da análise de entrevistas e matérias de jornais, buscamos discutir a forma como os(as) proprietários(as) de lojas e os(as) trabalhadores(as) de diferentes nacionalidades lidam com as disputas em torno do mercado de trabalho e com as diferenças culturais ao buscarem melhores condições de vida em um dos dois países.

Palavras-chave

Comércio; vendedores; fronteira; nacionalidade.

Texto completo:

PDF