A exploração territorial do município de Palotina, oeste do Paraná, e o remanescente florestal

Erneldo Schallenberger, Paulo Dejair Tomazella

Resumo


Este artigo analisa a forma da exploração territorial empreendida no município de
Palotina – PR, a partir de 1953, e de como esta exploração interferiu na paisagem original,
mais especificamente, na cobertura vegetal que sofreu profunda redução, com reflexo no
remanescente florestal da área de preservação permanente e da reserva legal. A análise
avançará sobre a importância da legislação vigente que regula os processos de exploração no
espaço rural, mais especificamente no que tange a reserva legal e a função social da propriedade
rural. Abordará as possibilidades do desenvolvimento de modelos de produção adequados ao
ambiente associados a uma proposta educacional ecológica como estratégias para preservação
ambiental, conciliando, desenvolvimento e sustentabilidade ambiental.

Palavras-chave


Reserva legal; Legislação ambiental; Preservação; Agronegócio.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Tempo da Ciência



e-ISSN: 1981-4798 — ISSN: 1414-3089

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais

Rua da Faculdade, 645 — Jardim La Salle
CEP: 85903-000 — Toledo-Paraná-Brasil

| revistatempodaciencia@yahoo.com.br |