O CINTURÃO VERDE E OS MARCOS DE MEMÓRIA DA TERRA: ENTRE IR E FICAR...

Maria Celma BORGES, Mariana Esteves de OLIVEIRA

Resumo


Neste artigo apresentamos alguns resultados do projeto de extensão “Cadastramento socioeconômico das famílias do Cinturão Verde e levantamento cartográfico”, realizado por docentes e discentes da UFMS de Três Lagoas, em 2017. O projeto levantou dados que divergem frontalmente da acusação de improdutividade, constantemente atribuída às famílias pesquisadas, por órgãos públicos e parte da mídia, descortinando ainda que esta área, por pertencer a uma APA, requer maior proteção ambiental e social. Damos enfoque às narrativas dos “marcos de memória”, coletadas por meio das entrevistas orais, como o “temor” do despejo, vivido por homens e mulheres que ali residem e trabalham.


Palavras-chave


Cinturão Verde; Marcos de Memória; Sentido da terra; Instabilidade social.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Tempos Históricos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Tempos Históricos

 

e-ISSN 1517-4689 

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Marechal Cândido Rondon

Programa de Pós-Graduação em História

Rua Pernambuco, 1777- Caixa Postal 91

Marechal Cândido Rondon – Paraná- Brasil

CEP: 85960-000

| e-mail principal: revista.thistoricos@unioeste.br — e-mail secundário: thistoricos@yahoo.com.br |