NOVA PUBLICAÇÃO: Contribuições dos estudos de fonética e fonologia para o ensino

Os estudos linguísticos que se desenvolveram a partir do século XX têm, de maneira gradual, contribuído para mudanças de paradigmas no ensino. Se nas questões relativas aos gêneros textuais, esses estudos já tiveram grande impacto – e comprovamos isso a partir dos documentos oficiais que regem o ensino de língua portuguesa no Brasil –, ainda é bastante tímida a influência dos avanços das pesquisas linguísticas no ensino de questões gramaticais. O próprio conceito de gramática, que abrange a língua como um fenômeno de natureza fonética, fonológica, morfológica e sintática, ainda não ocupou o lugar do que se entende como objeto de estudo e ensino de gramática nas escolas.

Por isso, este número da Revista Trama dedica-se, especialmente, a refletir sobre as contribuições da Fonética e da Fonologia para o ensino, a partir dos trabalhos dos colegas, a fim de evidenciar quão importante é a relação entre a ciência linguística e a sala de aula, seja no ensino de língua materna ou língua estrangeira.