NOVAS POSSIBILIDADES DE PRÁTICAS DE LEITURA NA INCORPORAÇÃO DE PROPRIEDADES DE UM GÊNERO POR OUTRO

Flávia Karla Ribeiro Santos

Resumo

Analisamos, neste artigo, a obra Tapete de silêncio (2011) com base no aporte teórico da semiótica francesa. No texto, um grupo de comerciantes de uma cidadezinha sequestra e executa um malabarista, preso porque fugiu com a filha do homem mais rico e influente da comunidade. Nosso objetivo é verificar de que forma o coro é incorporado ao romance de Menalton Braff e como o regime de leitura desse texto e a adesão do enunciatário aos valores nele manifestados são influenciados pela incorporação genérica, conforme estudos sobre gênero e sobre práticas semióticas, realizados por Jacques Fontanille.

Palavras-chave

Semiótica Francesa; Gênero; Práticas Semióticas.

Texto completo:

PDF