REPRESENTAÇÕES DA MÃE-ÁFRICA NA LITERATURA ANGOLANA

Donizeth Aparecido dos Santos

Resumo


Este artigo apresenta três tipos de representações da Mãe-África na literatura angolana. Esse símbolo a que recorreram poetas e ficcionistas angolanos como um meio de afirmação cultural, racial, social e política frente à colonização portuguesa no período de descolonização apresenta-se sob as formas de mãe biológica, simbolizando a terra, a nação e o continente africano; como pátria angolana, constituída por características femininas e maternas; e como o continente africano dotado de caráter materno, representando a progenitora da raça negra.

Palavras-chave


Literaturas de língua portuguesa; Literatura angolana; Mãe-África

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Trama

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

e-ISSN 1981-4674 

Unioeste

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Marechal Cândido Rondon 

Colegiado do Curso de Letras

Rua Pernambuco, 1777

Marechal Cândido Rondon - Paraná

Caixa Postal 91 - CEP: 85960-000

| trama.unioeste@gmail.com |