QUANDO O “VER” EVOLUI PARA O “TRANSVER”: UMA ANÁLISE DE “QUADRINHO DE ESTÓRIA”

Adilson dos Santos

Resumo

Este estudo visa apresentar uma leitura de “Quadrinho de Estória” – conto presente no volume Tutaméia (Terceiras Estórias) (1967), de João Guimarães Rosa (1908-1967) – sob o enfoque do mito do homem andrógino, relatado em O banquete, e da alegoria da caverna, presente no livro VII de A república, ambos de Platão. A análise também aponta os claros vínculos da narrativa de Rosa com o conto “O retrato oval” (1842), de Edgar Allan Poe.

Palavras-chave

João Guimarães Rosa; conto; duplo

Texto completo:

PDF