DESAFIANDO AS INFINDÁVEIS VEREDAS

Jociele Fernanda R. Marino, Rita Felix Fortes

Resumo

Durante a década de 70, Silviano Santiago, vivendo nos Estados Unidos, antecipa as novas tendências literárias com o ensaio “O entre-lugar do discurso latino-americano” (SANTIAGO, 2000), no qual, estabelece uma relação antropofágica que transforma um leitor, devorador de livros, em escritor. Entretanto, o que se pretende aclarar, através deste artigo, é a extraordinária capacidade de Guimarães Rosa em “prever” tais tendências, pois, escrevendo “Grande sertão: veredas”, quase quinze anos antes do livro de Silviano Santiago, consegue situá-lo em um patamar literário até então desconhecido para a literatura brasileira e, porque não, latino-americana.

Palavras-chave

Grande sertão: veredas; o caminho do meio; novas veredas; “O entre-lugar do discurso latino-americano”

Texto completo:

PDF