DIFERENTES OLHARES PARA OS PROCESSOS DE AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM

Lidiomar José Mascarello

Resumo

No presente artigo, discutem-se características do desenvolvimento sintático em crianças em processo de aquisição da linguagem. O principal objetivo é verificar como esse processo acontece: como uma criança aprende a falar? O que provoca surpresa e estranhamento é o fato de a criança não falar. Entretanto, o falar está envolvido e imbricado em um profundo processo sociocultural e de amadurecimento bio-psíquico do sujeito. Fez-se um estudo sobre literaturas existentes acerca do tema do desenvolvimento da sintaxe nas crianças. Utilizou-se como base as informações e os dados do processo de desenvolvimento e aquisição da sintaxe do sujeito PA, disponíveis na plataforma Childes. PA é um indivíduo que tem como língua materna o Português do Brasil. Observou-se que em um período breve o sujeito PA teve um grande progresso e que apesar da limitação dos estímulos (input linguístico fragmentado) é notória a mudança e a evolução sintática. A partir das análises, infere-se que a aquisição da linguagem depende de estratégias que a criança desenvolve ou se utiliza para compreender, extrair, opor, agrupar, reproduzir, generalizar e empregar em seu discurso. Cada criança reutiliza, reestrutura, recria à sua maneira e de acordo com suas capacidades.

 

Palavras-chave

aquisição, linguagem, sintaxe.

Texto completo:

PDF