Autobiografia docente: o percurso da construção da identidade étnico-racial na formação de uma professora

Sabrina Aparecida Gonçalves, Tania Regina de Souza Romero, Marcia Fonceca Amorim

Resumo


Este estudo tem por objetivo refletir sobre as questões sociais e raciais pertinentes ao exercício da docência no contexto escolar. Em uma pesquisa qualitativa (Minayo, 2001), são utilizados como corpus relatos pessoais e diários elaborados por uma das autoras durante o PIBID (Programa Institucional  de Bolsa de Iniciação à Docência), para melhor contextualização do cenário escolar a ser problematizado e analisado. Este trabalho identifica e enfoca o apagamento das culturas afro-brasileiras do espaço escolar, passando,então a discutir como isso influi diretamente na formação do sujeito e principalmente do professor em formação, apoiando-se em referências sobre  questões étnicos-raciais (Munanga, 2004a, 2004b, 2015; Moore, 2007; Ferreira, 2014) e identidade docente (Nóvoa, 1992; Romero, 2010; Souza, 2010, 2016). Assim, problematiza-se, por meio de um olhar autobiográfico, como o apagamento étnico-racial presente em discursos na escola pode construir grandes barreiras e a não aceitação de si para alunos que provêm de classes sociais menos favorecidas. Ressalte-se que a etnia negra tematizada, apesar de abranger a maior parte da população brasileira, ainda sofre desprezo no contexto escolar. Embora os dados sejam oriundos de uma narrativa pessoal, acredita-se que esta investigação possa contribuir para a reflexão de professores em serviço e em formação no trato com estudantes de etnias diferentes da dominante.

Palavras-chave


autobiografia, identidade racial, formação docente.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. Brasília, 2004.

BRASIL. Lei nº 10.639, DE 9 DE JANEIRO DE 2003. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro- Brasileira", e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm. Acesso em: 3 de outubro de 2018.

BENITES, Larissa Cerignoni. Identidade do professor de Educação Física: um estudo sobre saberes docentes e a prática pedagógica. 2007. 199f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Motricidade). Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, São Paulo.

BONIFÁCIO, Welberg Vinícius Gomes. A história, a cultura negra e as relações raciais na escola: da percepção dos docentes às possibilidades de trabalho com a temática racial. 2016. 134 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Educação Básica) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia.

BERNARDO, Teresinha; MACIEL, Regimeire Oliveira. Racismo e educação: um conflito constante. Contemporânea – Revista de Sociologia da UFSCar, São Carlos, SP, v. 5, n. 1, jan.-jun. 2015, pp. 191-205.

FERREIRA, Aparecida de Jesus. Teoria Racial Crítica e Letramento Racial Crítico: Narrativas e Contra narrativas de Identidade Racial de Professores de Línguas. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) - ABPN, v. 6, p. 236-263, 2014.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio- 23º ed - São Paulo: Edições Loyola, 2013.

GOMES, Nilma Lino. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações raciais no Brasil: uma breve discussão. In: Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005

GOMES, Nilma Lino. Educação e identidade negra. Aletria: Revista de Estudos de Literatura, v. 9, 2002, p. 38-47.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução Tomaz Tadeu da Silva. 11 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

MOORE, Carlos. Racismo e sociedade: novas bases epistemológicas para entender o racismo. Belo Horizonte, MG: Mazza Edições, 2007.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

MUNANGA, Kabengele. Uma abordagem Conceitual das noções de raça, racismo, identidade e etnia. Cadernos PENESB. Programa de Educação sobre o Negro na Sociedade Brasileira. Niterói, Rio de Janeiro. N5. p. 15-23, 2004a.

MUNANGA, Kabengele. A difícil tarefa de definir quem é negro no Brasil. Estudos avançados, v. 18, n. 50, p. 51-66, 2004b.

MUNANGA, Kabengele. Por que ensinar a história da África e do negro no Brasil de hoje? Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, Brasil, n. 62, p. 20–31, dez. 2015.

NASCIMENTO, Antonio Dias; HETKOWSKI, Tânia Mara (orgs.) Memória e formação de professores. Salvador, BH: EDUFBA, 2007.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, António. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1992. p. 11-30.

PEREIRA, Márcia Moreira. A lei 10.639/03 no contexto das relações étnico-raciais: uma discussão sobre o currículo escolar. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, Paranaíba, MS, v. 3, n. 7, p. 49-57, 2013.

ROMERO, Tania Regina de Souza. Autobiografias de Professores de Inglês: o entretecer de memória e narrativa na constituição da identidade profissional. In: CELANI, Maria Antonieta Alba (org.) Reflexões e Ações(Trans) Formadoras no Ensino-Aprendizagem de Inglês. Campinas: Mercado de Letras. 2010. Pp.141-162.

SANTOS, Anderson Oramisio. Formação de professores à luz da história e cultura afro-brasileira e africana: novos desafios para uma prática reflexiva. Poíesis Pedagógica, [S.l.], v. 11, n. 2, p. 151-170, 2013.

SANTOS, Ivair Augusto Alves dos. Direitos Humanos e as Práticas De Racismo. Brasília: Fundação Cultural Palmares, 2012.

SOUZA, Elizeu Clementino. Autobiografia docente. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; DUARTE, Adriana Ccancella; VIEIRA, Lívia Fraga. Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010.

SOUZA, Elizeu Clementino. O conhecimento de si: narrativas do itinerário escolar e formação de professores. 2004, 344 f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Federal da Bahia, Salvador.

SOUZA, Elizeu Clementino. Profissionalização, Fabricação de Identidade e Trabalho Docente: Alguns Apontamentos Teóricos. In: FERREIRA, Maria Cristina F. Dalacorte; reichmann, Carla Lynn; ROMERO, Tania Regia de Souza (orgs.) Construções Identitárias de Professores de Línguas. Campinas, SP: Pontes. 2016. p. 15-32




Direitos autorais 2020 Autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob CC-BY-NC-SA 4.0 que permite o compartilhamento do trabalho com indicação da autoria e publicação inicial nesta revista

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.