A TRANSPOSIÇÃO FÍLMICA DO ROMANCE O MATADOR

Maria de Lourdes Teles

Resumo


 

 

Este artigo apresenta uma análise do filme O homem do ano (2002), do cineasta José Henrique Fonseca, adaptação do romance O Matador (1995), de Patrícia Melo. O fio condutor será a atuação do narrador na construção das fábulas romanesca e fílmica. Pretende-se explicar a linearidade narrativa do texto fílmico e para isso considerou-se a hipótese da instauração de um narrador com ângulo de visão fixo nos fatos, obtido por meio da câmera, já que, no filme, a imagem e a voz expõem os pensamentos, sentimentos e percepções de Máiquel e, assim, avaliar como essa nova narrativa foi configurada.


Palavras-chave


Foco narrativo; Subjetividade da narrativa fílmica; Linearidade fílmica.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2009 Autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob CC-BY-NC-SA 4.0 que permite o compartilhamento do trabalho com indicação da autoria e publicação inicial nesta revista

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.