INTEGRALIDADE E FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO PARA O CUIDADO A CRIANÇA E ADOLESCENTE

Kelly Jackelini Jorge, Rosa Maria Rodrigues, Beatriz Rosana Gonçalves de Oliveira Toso, Claudia Silveira Viera

Resumo


A integralidade é princípio estruturante da formação em saúde. Objetivou-se investigar a relação estabelecida entre a formação para o cuidado da criança e do adolescente e o Sistema Único de Saúde no que se refere ao princípio da integralidade. Pesquisa exploratória, qualitativa com dados de entrevistas com docentes do ensino de saúde da criança e adolescente. Identificou-se a integralidade presente nas falas dos docentes indicando sua incorporação como princípio norteador da formação articulando ações de promoção, proteção, tratamento em todos os níveis de assistência; a formação generalista e a família como integrantes da dimensão integralidade na formação. Conclui-se que após as diretrizes curriculares, docentes e escolas de enfermagem têm direcionado suas atitudes para agregar a integralidade na formação cabendo questionar se as atitudes docentes são acompanhadas de efetivas práticas integradoras nas instituições e serviços de saúde, campos de formação.

Texto Completo: PDF

Revista Varia Scientia - Ciências da Saúde


e-ISSN 2446-8118

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
Rua Universitária, 1619 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revista.vscsaude@unioeste.br |

 

Sobre o Projeto SABER | Unioeste | IBICT