INFLUÊNCIA DA SIMULAÇÃO REALÍSTICA NO ENSINO E APRENDIZADO DA ENFERMAGEM

Emilli Karine Marcomini, Elisandra Sangalli Martins, Neusa Viana Lopes, Nanci Verginia Kuster de Paula, Barbara Andreo dos Santos Liberati

Resumo

Objetivo: avaliar na literatura estudos que relacionam a importância da simulação realística para a formação de profissionais enfermeiros. Metodologia: Trata-se de uma revisão narrativa da literatura, nas bases de dados Scielo, Lilacs e BDENF. Resultados: A busca no Scielo resultou em 29 (30,85%) artigos; no Lilacs 32 (34,04%); e na BDENF 33 (35,10%), totalizando em 94 estudos. Após, os artigos foram selecionados mediante leitura do título e resumo, totalizando em 10 estudos que compuseram a amostra. Discussão: Buscar excelência no ensino de Enfermagem requer novas abordagens pedagógicas, para que assim, a comunidade acadêmica seja alicerçada em práticas eficazes de aprendizagem agregando conhecimento para toda sua formação. Neste sentido, a simulação é vista como um método efetivo, proporcionando oportunidades de treinamento e ampliando a relação entre teoria e prática. Compreende-se que a simulação realística contempla um método de ensino que institui ao aluno a participação ativa no seu próprio aprendizado, além de, oferecer a oportunidade de rever os erros, reduzindo consequentemente os riscos adversos ao paciente. Conclusão: A realização desta revisão narrativa da literatura permitiu avaliar a importância da simulação realística sobre o ensino e aprendizagem dos acadêmicos e profissionais enfermeiros.

Palavras-chave

Enfermagem; Ensino; Simulação.

Texto completo:

PDF