CUIDADO FAMILIAR DURANTE A HOSPITALIZAÇÃO DO PACIENTE COM DOENÇA RENAL CRÔNICA: PERSPECTIVA DOS ACOMPANHANTES

Heverton Souza Beraldo, Mayckel da Silva Barreto, Sonia Silva Marcon

Resumo

Objetivo: descrever como as famílias de pacientes com Doença Renal Crônica vivenciaram e participaram do processo de hospitalização do ente querido. Método: estudo qualitativo, realizado em um centro de Terapia Renal substitutiva localizado no Noroeste do Paraná, com a participação de nove familiares que permaneceram com o paciente durante o período de hospitalização no ano de 2015. A coleta de dados realizou-se por meio de entrevistas áudio-gravadas, que em seguida foram transcritas na íntegra e submetidas a Análise de Conteúdo, modalidade temática. Resultados: identificou-se que, durante o internamento, as famílias se organizavam e modificavam sua dinâmica para confortar e cuidar do ente querido, porém a vivência do internamento e os rearranjos familiares tendiam a gerar estresse e cansaço físico e psicológico aos familiares. Conclusão: é necessário que a equipe de saúde estimule o acompanhamento familiar durante o internamento, contudo é preciso estar atenta as necessidades e sofrimento familiar ao vivenciar a situação.

Palavras-chave

Hospitalização; Cuidado; Família; Enfermagem; Pesquisa qualitativa.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários