AÇÕES DE SAÚDE ESCOLAR NO BRASIL DE 1980 À INSTITUIÇÃO DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA

Mateus Souza da Luz, Solange de Fátima Reis Conterno, Rosa Maria Rodrigues

Resumo

Introdução: Mundialmente as primeiras preocupações com a saúde do escolar emergiram na Europa nos os séculos XVI e XVII. No Brasil a partir do momento que emergiram outros serviços e políticas sociais. Ao retomar a história da saúde escolar no país percebeu-se que entre os anos de 1980 até a aprovação do Programa Saúde na Escola (PSE), em 2007, houve pouca produção e quase nenhum registro de ações voltadas a esta prática. Objetivo: Reconstruir a trajetória histórica da saúde escolar no Brasil, dos anos de 1980 até a instituição do Programa Saúde na Escola pelo Decreto 6.286 em 2007. Metodologia: Estudo exploratório de caráter descritivo, com delineamento histórico, tendo como fontes primárias documentos oficiais do Ministério da Saúde e Educação e fontes secundárias artigos, livros, teses e dissertações que abordem a temática. Resultados: Identificou-se que a saúde escolar no período estudado foi organizada por meio de campanhas específicas: “Olho no Olho” e “Quem ouve bem, aprende Melhor”, ações sem vínculo direto com o setor da saúde, sem continuidade e focalizadas em públicos específicos. Conclusão: A saúde escolar, entre os anos de 1980 a 2007, foi realizada por meio de campanhas específicas, focalizadas em problemas de saúde peculiares e grupos determinados, prática que não oportunizava o diagnóstico mais amplo das condições de saúde dos escolares. Após o SUS houve a possibilidade de oficialização de uma política voltada à saúde escolar mais abrangente atualmente organizada no PSE que se ampara nos princípios da intersetorialidade, integralidade e promoção da saúde.


Palavras-chave

Saúde escolar; Programa Saúde na Escola; Política de Saúde.

Texto completo:

PDF