IMPACTOS DE UM PROGRAMA DE GINASTICA LABORAL NA QUALIDADE DE VIDA DE TRABALHADORES DO SETOR ADMINISTRATIVO DE UMA EMPRESA DE BELO HORIZONTE/MG

Adriana Alves de Sousa, Cristiane Guimarães Pessoa, Carlos Alexandre Batista Metzker

Resumo


A prevenção de doenças ocupacionais é crescente nas empresas, considerando a necessidade atual pela alta incidência registrada, além dos afastamentos do trabalho, absenteísmo e até mesmo os riscos de invalidez permanente de trabalhadores, situações que impactam diretamente na produtividade e desempenho nas organizações. Nesse sentido, foi objetivo deste estudo avaliar a percepção da qualidade de vida de funcionários de uma empresa privada, antes e após implantação de um programa de Ginástica Laboral (GL) de relaxamento. Para tanto, foi realizado um estudo de campo descritivo e quantitativo, em que oito participantes foram submetidos a um programa de GL durante seis semanas, cinco vezes por semana. O questionário SF-36 foi aplicado pré e pós implantação do programa de GL com a intenção de avaliar a percepção da qualidade de vida dos participantes. Os resultados apontaram que dos ítens avaliados pelo SF-36 destacaram-se a melhora da dor, dos aspectos emocionais e da percepção da saúde. Ao final do estudo pode-se concluir que a GL foi benéfica na qualidade de vida dos profissionais avaliados. Sugere-se novos estudos que utilizem frequência das atividades, número de repetições e tipo de GL diferentes das aplicadas nesse estudo a fim de que se possa verificar resultados da GL em outros cenários.


Palavras-chave


Transtornos Traumáticos Cumulativos; Saúde do Trabalhador; Fisioterapia; Qualidade de Vida.

Texto completo:

PDF


Revista Varia Scientia - Ciências da Saúde


e-ISSN 2446-8118

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
Rua Universitária, 1619 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revista.vscsaude@unioeste.br |