A ORDENHA MANUAL DE LEITE COMO FATOR DESENCADEANTE DA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO

Dartel Ferrari Lima

Resumo

A síndrome do túnel do carpo (STC) é a neuropatia compressiva mais comum nos seres humanos e está relacionada com fatores ocupacionais e não-ocupacionais. Este estudo preocupou-se em verificar a ocorrência da ordenha manual de leite entre portadores de STC, em uma localidade do interior do estado do Paraná. A amostra (N = 92) foi selecionada a partir de prescrições médicas de fisioterapia para pacientes com diagnóstico de STC, ocorridas no ano de 2008. Incluiu 80 mulheres com média de idade de 47,7 ± 11,3 anos e 12 homens com média de idade de 43,9 ± 12,6 anos. Entre os acometidos pela STC, 41 sujeitos realizaram a ordenha manual em algum momento da vida, 36 mulheres (45%) e 5 homens (41,7%). Atualmente, a ordenha manual apresenta-se pouco prevalente (6 casos), e somente mulheres referiram manter esta atividade. Este estudo conclui ser forte a inclinação a aceitar ordenha manual como importante fator de risco à STC e sugere a expansão da mecanização da produção do leite de gado bovino como medida preventiva às agressões no túnel do carpo.

Palavras-chave

Síndrome do túnel do carpo, Epidemiologia, Medicina Ocupacional