RECICLAGEM DE NUTRIENTES DE ADUBOS VERDES E PRODUTIVIDADE DE MILHO CULTIVADO EM SUCESSÃO EM AGROECOSSISTEMA DE TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA

Autores

  • Maria Fabiana de Brito
  • Bruno Patrício Tsujigushi
  • Daniel Passareli da Rocha
  • Rogério Ferreira da Silva

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v6i3.17669

Resumo


A utilização da adubação verde para estabelecer a diversidade e o equilíbrio do sistema de produção é um dos paradigmas da agricultura sustentável. O presente trabalho objetivou avaliar a reciclagem de macronutrientes em diferentes espécies utilizadas como adubação verde e seu efeito no desenvolvimento e produtividade da cultura de milho em sucessão, em um sistema de produção em transição agroecológica, no Cerrado Sul-Matogrossense. O experimento foi implantado no campo experimental da UEMS, município de Glória de Dourados, MS, em solo classificado como Argissolo Vermelho, textura arenosa. Os tratamentos avaliados foram: feijão-de-porco, crotalária, mucuna-preta, guandu-anão e milheto, além de uma área de pousio. Conclui-se que a crotalária é uma espécie eficiente para obtenção de rendimentos elevados de fitomassa, além de favorecer o incremento de N, Mg e S aos sistemas de produção. O feijão-de-porco favoreceu a maior produtividade do milho, tornando-se uma espécie com grande potencial para ser utilizada como adubo verde na região de estudo.

Downloads

Publicado

26-08-2017

Como Citar

FABIANA DE BRITO, M.; PATRÍCIO TSUJIGUSHI, B.; PASSARELI DA ROCHA, D.; FERREIRA DA SILVA, R. RECICLAGEM DE NUTRIENTES DE ADUBOS VERDES E PRODUTIVIDADE DE MILHO CULTIVADO EM SUCESSÃO EM AGROECOSSISTEMA DE TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA. Acta Iguazu, [S. l.], v. 6, n. 3, p. 11–21, 2017. DOI: 10.48075/actaiguaz.v6i3.17669. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/17669. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS