Wushu e aspectos do treinamento: uma revisão da literatura

Autores

  • Hélio Mamoru Yoshida Universidade de Campinas (Unicamp)
  • Samuel Ribeiro dos Santos Neto Universidade de Campinas (Unicamp)

Palavras-chave:

Wushu, Kung Fu, Treinamento,

Resumo


O objetivo do estudo foi realizar uma revisão da literatura sobre os aspectos do treinamento do Wushu voltado para competição. Para isso, foi realizada uma busca de janeiro de 1996 até dezembro de 2016 de artigos científicos utilizando os termos “Kung Fu Treinamento”, “Wushu training”, “Kung Fu periodização” e “Wushu periodization” nas bases de dados BIREME, Scielo, Scopus, Scienc Direct, Pubmed e Lilacs. Foram adotados os seguintes critérios de inclusão: artigos em inglês e português; trabalhos originais; os sujeitos deveriam ter indicativos de participação em competições de alto rendimento. Como critério de exclusão: trabalhos relacionados à reabilitação e área da saúde; trabalhos que envolviam apenas análises de biomecânica, sem relação com o processo de treinamento para competição; artigos que não abordavam a modalidade estudada. No total foram analisados 11 estudos e divididos entre os aspectos do treinamento físico, técnico, tático e/ou psicológico. Quanto ao aspecto físico, verificamos que o Wushu Taolu Moderno e o Sanda são predominantemente anaeróbios. Já para os aspectos psicológicos, a cognição de praticantes jovens de Wushu não apresentou diferenças estatisticamente significativas em comparação com o grupo controle. Além disso, a robustez mental foi enfatizada para lidar com as adversidades. Neste estudo, não foram encontrados trabalhos quanto aos aspectos técnicos e táticos para a modalidade de Wushu, voltados para a competição. Frente as dificuldade de encontrar os trabalhos relacionados ao tema, sugerimos a adoção de uma nomenclatura adequada para o Wushu e suas submodalidades. Apesar dos poucos trabalhos encontrados, acreditamos que este estudo é uma importante ferramenta para os futuros trabalhos práticos e/ou científicos voltados para o treinamento para competições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANTUNES, M. M. As artes marciais chinesas para pessoas com deficiência: contextos, dilemas e possibilidades. 2013. 214f. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

ARTIOLI, G. G.; GUALANO, B.; FRANCHINI, E.; BATISTA, R. N.; POLACOW, V. O.; LANCHA JÚNIOR, A. H. Physiological, performance, and nutritional profile of the Brazilian Olympic Wushu (kung-fu) team. The Journal of Strength & Conditioning Research, Columbus, v. 23, n. 1, p. 20-25, 2009.

ATAEE, J.; KOOZEHCHIAN, M. S.; KREIDER, R. B.; ZUO, L. Effectiveness of accommodation and constant resistance training on maximal strength and power in trained athletes. PeerJ, San Diego, v. 2, p. e441, 2014.

AZEVEDO, P. H. S. M.; DRIGO, A. J. Artes marciais e alto rendimento. In: ANTUNES, M. M.; IWANAGA, C. C. (Orgs.). Aspectos multidisciplinares das artes marciais. Jundiaí: Paco Editorial, 2013.

BAPTISTA, R. R.; RAMOS, A. A.; DA SILVA, B. F.; DE CASTRO, B. O. S. Correlação entre o acúmulo de lactato e a flexibilidade medida pelo teste de sentar e alcançar em lutadores de Wushu. Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício, Rio de Janeiro, v. 4, n. 1, p. 27-31, 2005.

BOMPA, T. O. Periodização: teoria e metodologia do treinamento. 4. ed. São Paulo: Phorte Editora, 2002.

CHANG, E. C. H.; CHU, C. H.; KARAGEORGHIS, C. I.; WANG, C. C.; TSAI, J. H. C.; WANG, Y. S.; CHANG, Y. K. Relationship between mode of sport training and general cognitive performance. Journal of Sport and Health Science, Shanghai, v. 6, n. 1, p. 89-95, 2017.

CORDEIRO, E. M.; GOMES, A. L. M.; GUIMARÃES, M.; DA SILVA, S. G.; DANTAS, E. H. M. Alterações hematológicas e bioquímicas oriundas do treinamento de combate em atletas de Kung fu Olímpico. Fitness & Performance Journal, Rio de Janeiro, v. 6, n. 4, p. 255-61, 2007.

CORREIA W. R.; FRANCHINI, E. Produção acadêmica em lutas, artes marciais e esportes de combate. Motriz, Rio Claro, v. 16, n. 1, p. 1-9, 2010.

CRUST, L.; SWANN, C. Comparing two measures of mental toughness. Personality and Individual Differences, London, v. 50, n. 2, p. 217-21, 2011

DE LAZZARI, F. Tai Chi Chuan: saúde e equilíbrio. Ribeirão Preto, 2009.

FERREIRA, A. B.; DE LIMA, V. A.; DE SOUZA, W. C.; GRZELCZAK, M. T.; MASCARENHAS, L. P. G. Análise do nível de desidratação em atletas de boxe chinês. Revista Uniabeu, Belford Roxo, v. 8, n. 20, p. 252-68, 2016.

GOMES, A. C. Treinamento desportivo: estruturação e periodização. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

INTERNATIONAL WUSHU FEDERATION - IWUF. WUSHU Official publication of the International Wushu Federation – 2014. Disponível em: <http://www.iwuf.org/>. Acessado em: 12 de agosto de 2016.

KUAN, G.; ROY, J. Goal profiles, mental toughness and its influence on performance outcomes among Wushu athletes. Journal of Sports Science and Medicine, Bursa, v. 6, n. 2, p. 28-33, 2007.

KUMAR, A.; SINGH, B.; RANGA, M. D. Mechanical jumping power in male wushu players. International Journal of Health, Physical Education & Computer Science in Sports, Lakdikapul, v. 13, n. 1, p. 19-22, 2014.

LOEHR, J. E. Mental toughness training for sports: achieving athletic excellence. Penguin Books, 1986.

MACHADO, L. F.; ALVES, L. B.; DA SILVA, I. A. S.; GOMES, A. L. M. Comparação dos modelos de periodização linear e não linear em atletas de kung fu no período pré-competitivo. Fitness & Performance Journal, Rio de Janeiro, v. 8, n. 5, p. 329-34, 2009.

MOCARZEL, R. C. S.; MURAD, M.; CAPINUSSÚ, J. M. O kung-fu wushu e os jogos olímpicos: história e possibilidades de inserção. Corpus et Scientia, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 115-25, 2013.

NICHOLLS, J. G. The competitive ethos and democratic education. Harvard University Press, 1989.

RIBEIRO, J. L.; DE CASTRO, B. O. S. D.; ROSA, C. S.; BAPTISTA, R. R.; OLIVEIRA, A. R. Heart rate and blood lactate responses to changquan and daoshu forms of modern wushu. Journal of Sports Science and Medicine, Bursa, v. 5, n. CSSI-1, p. 1-4, 2006.

SETYAWATI, H.; RAHAYU, T.; SUGIHARTO, D. Y. P.; RAHARJO, T. Mental toughness of athletes toward the news media. The Journal of Educational Development, Nashville, v. 4, n. 1, p. 66-72, 2016.

WEINECK, J. Treinamento ideal: instruções técnicas sobre o desempenho fisiológico, incluindo considerações específicas de treinamento infantil e juvenil. 9. ed. Barueri: Manole, 2003.

Downloads

Publicado

23-05-2017

Como Citar

YOSHIDA, H. M.; DOS SANTOS NETO, S. R. Wushu e aspectos do treinamento: uma revisão da literatura. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 14, n. 1, p. 69–78, 2017. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/16053. Acesso em: 19 jan. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)