Associação do nível de atividade física habitual entre pais e filhos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36453/2318-5104.2020.v18.n3.p43

Palavras-chave:

Atividade motora, adolescentes, pais.

Resumo


INTRODUÇÃO: Níveis insuficientes de atividade física (AF) dos pais podem aumentar a chance de seus filhos se tornarem insuficientemente ativos. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi verificar a associação da prática de atividade física habitual entre adolescentes e seus pais. MÉTODOS: A amostra foi composta por 140 escolares de ambos os sexos, entre 11 e 17 anos de idade, selecionados intencionalmente. O nível de atividade física habitual foi obtido através do Questionário Internacional de Atividades Físicas. Para o cálculo do índice de massa corporal foi utilizada a razão da massa corporal pelo quadrado da estatura e para composição corporal foi utilizada a espessura das dobras cutâneas tricipital e subescapular. Para a normalidade dos dados foi utilizado o teste de Kolmogorov Smirnov. Os dados foram expressos em mediana e intervalo interquartil. Para a comparação entre os grupos, proporções e correlação foram utilizados os testes: U de Mann-Whitney, qui-quadrado e Spearman respectivamente. Em todas as análises foram consideradas uma significância de 5% (p< 0,05). RESULTADOS: A prevalência de atividade física foi maior no sexo masculino (50,0%) do que no feminino (27,1%). Para a categoria dos pais ativos 88,3% dos filhos também foram categorizados ativos e na categoria dos pais inativos, 42,5% dos filhos também foram categorizados como inativos, observando associação entre prática de atividade física dos pais com a dos filhos (p<0,05). A correlação entre o nível de atividade física entre os pais e filhos foi de 0,38 (p<0,001) indicando uma fraca correlação entre essas variáveis. CONCLUSÃO: O nível de atividade física dos pais influenciou na prática de AF dos seus filhos, indicando a importância da influência do ambiente familiar na AF de crianças e adolescentes.ABSTRACT. Association of the level of habitual physical activity between parents and children.BACKGROUND: insufficient levels of physical activity (PA) of the parents can increase the chance of their children becoming insufficiently active. OBJECTIVE: The objective of this study was to investigate the association the practice of physical activity among adolescents and their parents. METHODS: A total of 140 students of both sexes, between 11 and 17 years were intentionally selected. The physical activity was measured using the International Physical Activity Questionnaire. To calculate the body mass index, the ratio of body mass by the square of height was used, and to estimate body composition the thickness of triceps and subscapular skinfold thickness. Data normality was not confirmed by the Kolmogorov-Smirnov test. Data were expressed as median and interquartile range. For comparison between groups, proportions and correlation tests were used: U Mann-Whitney, chi-square, and Spearman respectively. In all analyzes were considered a significance of 5% (p<0.05). RESULTS: The prevalence of physical activity was higher in males (50.0%) than females (27.1%). For the category of active parents, 88.3% of the children were also active and categorized in the category of inactive parents, 42.5% of the children were also categorized as inactive, observing an association between physical activity of parents with their children (p<0.05). The correlation between the level of physical activity between parents and children was 0.38 (p<0.001) indicating a weak correlation between these variables. CONCLUSION: The level of physical activity of parents influenced the practice of the PA of their children, indicating the importance of the influence of family environment on the PA of children and adolescents.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATISTA, M. B.; ROMANZINI, C. L. P.; BARBOSA, C. C. L.; BLASQUEZ SHIGAKI, G.; ROMANZINI, M.; RONQUE, E. R. V. Participation in sports in childhood and adolescence and physical activity in adulthood: a systematic review. Journal of Sports Sciences, United Kingdom, v. 37, p. 2253-62, 2019.

CASPERSEN, C. J.; POWELL, K. E.; CHRISTENSON, G. M. Physical Activity, Exercise, and Physical Fitness: Definitions and Distinctions for Health-Related Research. Public Health Reports, Washington, v. 100, n. 2, p. 126-31, 1985.

CHENG, L. A.; MENDONÇA, G.; FARIAS JÚNIOR, J.C. Physical activity in adolescents: analysis of social influence of parents and friends. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 90, n. 1, p. 32-41, 2014.

ENES, C. C.; PEGOLO, G. E.; SILVA, M. V. Influence of food intake and physical activity patterns on the nutritional status of adolescents from Piedade, São Paulo, Brazil. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, v. 27, n. 3, p. 265-71, 2009.

FERNANDES, R. A.; CHRISTOFARO, D. G. D.; CASONATTO, J.; KAWAGUTI, S. S.; RONQUE, E. R. V.; CARDOSO J. R; FREITAS JÚNIOR, I.F.; OLIVEIRA, A.R. Associação transversal entre hábitos alimentares saudáveis e não saudáveis e atividade física de lazer em adolescentes. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 87, n. 3, p. 252-6, 2011b.

FERNANDES, R. A.; CHRISTOFARO, D. G. D.; MILANEZ, V. F.; CASONATTO, J.; CARDOSO J. R; RONQUE, E. R. V.; FREITAS JÚNIOR, I. F.; OLIVEIRA, A. R. Atividade física: prevalência, fatores relacionados e associação entre pais e filhos. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, v. 29, n. 1, p. 54-9, 2011a.

GORDON, C. C.; CHUMLEA, W. C.; ROCHE, A. F. Stature, recumbent length, and weight. In: LOHMAN, T. G.; ROCHE, A. F.; MARTORELI R. (Eds.) Anthropometric standardizing reference manual. Champaign: Human Kinetics Books, 1988. p. 3-8.

GUEDES, D. P.; LOPES, C. C.; GUEDES, J. E. R, P. Reprodutibilidade e validade do Questionário Internacional de Atividade Física em adolescentes. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, São Paulo, v. 11, n. 2, p. 151-8, 2005.

GUIMARÃES, C. G. M.; SILVA, S. A.; ZAMPIER, J. E. L. C. Visão dos pais sobre a participação de seus filhos em um programa esportivo social. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 17, n. 2, p. 133-41, 2019.

HARRISON, G. C.; BUSKIRK, E. R.; CARTER, J. E. L.; JOHNSTON, F. E.; LOHMAN, T. G.; POLLOCK, M. L.; ROCHE, A. F.; WILMORE, J. Skinfold thickness and measurement technique. In: LOHMAN, T. G.; ROCHE, A. F.; MARTORELI, R. (Eds.) Anthropometric standardizing reference manual. Champaign: Human Kinetics Books, 1988. p. 55-80.

JOSE, K. A.; BLIZZARD, L.; DWYER, T.; MCKERCHER, C.; VENN, A. J. Childhood, and adolescent predictors of leisure time physical activity during the transition from adolescence to adulthood: a population-based cohort study. International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activity, New York, v. 8, p. 54, 2011.

KASEVA, K.; HINTSA, T.; LIPSANEN, J.; PULKKI-RÅBACK, L., HINTSANEN, M.; YANG, X.; HIRVENSALO, M.; HUTRI-KÄHÖNEN, N.; RAITAKARI, O.; KELTIKANGAS-JÄRVINEN, L.; TAMMELIN, T. Parental physical activity associates with offspring’s physical activity until middle age: a 30-year study. Journal of Physical Activity and Health, Hanover, v. 14, n. 7, p. 520-31, 2017.

LEMOS, N.; ALVES, J. G. B.; ALVES, A. V.; SIQUEIRA, P. P.; FREIRE, E. F. C. Associação entre nível de atividade física de lazer dos pais com o nível de atividade física dos filhos. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Florianópolis, v. 15, n. 6, p. 95-100, 2010.

LOCH, M. R.; PORPETA, R. H.; BRUNETTO, B. C. Relação entre a prática de atividade física no lazer dos pais e a dos filhos. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Brasília, v. 37, n. 1, p. 29-34, 2015.

MACHADO-RODRIGUES, A. M.; LEITE, N.; COELHO-E-SILVA, M. J.; MARTINS, R. A.; VALENTE-DOS-SANTOS, J.; MASCARENHAS, L. P. G.; BOGUSZEWSKI, M. C. S.; PADEZ, C.; MALINA, R. M. Independent association of clustered metabolic risk factors with cardiorespiratory fitness in youth aged 11-17 years. Annals of Human Biology, London, v. 41, n. 3, p. 271-6, 2014.

MENDONÇA, G.; CHENG, L. A.; MÉLO, E. N.; FARIAS JÚNIOR, J. C. Physical activity and social support in adolescents: a systematic review. Health Education Research, London, v. 29, n. 5, p. 822-39, 2014.

NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo. 7. ed. Londrina: Midiograf, 2017.

ONIS, M.; ONYANGO, A. W.; BORGHI, E.; SIYAM, A.; NISHIDA, C.; SIEKMANN, J. Development of a WHO growth reference for school-aged children and adolescents. Bulletin of the World Health Organization, Geneve, v. 85, p. 660-7, 2007.

PIOLA, T. S.; BACIL, E. D. A.; WATANABE, P. I.; COSTA, T. R. A.; CAMPOS, W. Correlatos da atividade física em crianças e adolescentes: um estudo piloto. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 16, n. 1, p. 217-25, 2018.

RODRIGUES, D.; PADEZ, C.; MACHADO-RODRIGUES, A. M. Active parents, active children: the importance of parental organized physical activity in children’s extracurricular sport participation. Journal of Child Health Care, London, v. 22, n. 1, p. 159-70, 2018.

SANTOS, M. S.; HINO, A. A. F.; REIS, R. S.; RODRIGUEZ-ANEZ, C. R. Prevalência de barreiras para a prática de atividade física em adolescentes. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 94-104, 2010.

SEGURA-JIMÉNEZ, V.; PARRILLA-MORENO, F.; FERNÁNDEZ-SANTOS, J. R.; ESTEBAN-CORNEJO, I.; GÓMEZ-MARTÍNEZ, S.; MARTINEZ-GOMEZ, D.; MARCOS, A.; CASTRO-PIÑERO, J. Physical fitness as a mediator between objectively measured physical activity and clustered metabolic syndrome in children and adolescents: the UP&DOWN study. Nutrition, Metabolism and Cardiovascular Diseases, v. 26, n. 11, p. 1011-9, 2016.

SHEN, B.; CENTEIO, E.; GARN, A.; MARTIN, J.; KULIK, N.; SOMERS, C.; MCCAUGHTRY, N. Parental social support, perceived competence, and enjoyment in school physical activity. Journal of Sport and Health Science, Shanghai, v. 7, n. 3, p. 346-52, 2018.

SILVA, I. C. M.; KNUTH, A. G.; AMORIN, T. E. C.; KREMER, M. M.; ROMBALDI, A. J.; HALLAL, P. C.; AZEVEDO, M. R. Atividade física de pais e filhos: um estudo de base populacional. Revista Brasileira de Educação Física e Esportes, São Paulo, v. 22, n. 4, p. 257-63, 2008.

TADIOTTO, M. C.; FURTADO-ALLE, L.; CORAZZA, P. R. P.; JESUS, I. C.; MENEZES JUNIOR, F. J.; BRITO, L. M. S.; MICHEL, D. A.; MOTA, J.; PURIM, K. S. M.; TURECK, L. V.; LEITE N. Waist-height ratio increase is associated with sedentary behavior in adolescents independent of the level of physical activity. Journal of Exercise Physiology Online, Osakis, v. 21, n. 4, p. 54-65, 2018.

VOUKIA, C.; VOUTSINA, I.; VENETSANOU, F.; KAMBAS, A. child and parental physical activity: is there an association with young children activity? Central European Journal of Public Health, v. 26, n. 2, p. 144-8, 2018.

WANDERLEY JÚNIOR, R.; HARDMAN, C.; OLIVEIRA, E.; BRITO, A.; BARROS, S.; BARROS, M. Fatores parentais associados à atividade física em pré-escolares: a importância da participação dos pais em atividades físicas realizadas pelos filhos. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Florianópolis, v. 18, n. 2, p. 205, 2013.

WERNECK, A. O.; SILVA, E. C. A.; BUENO, M. R. O.; VIGNADELLI, L. Z.; OYEYEMI, A. L.; ROMANZINI, C. L. P.; RONQUE, E. R. V.; ROMANZINI, M. Association(s) between objectively measured sedentary behavior patterns and obesity among Brazilian adolescents. Pediatric Exercise Science, Illinois, v. 31, n. 1, p. 37-41, 2019.

Downloads

Publicado

22-10-2020

Como Citar

TADIOTTO, M. C.; SOUZA, M. F. de; PALUDO, A. C.; RONQUE, E. R. V.; BORGES, G. A. Associação do nível de atividade física habitual entre pais e filhos. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 18, n. 3, p. 43–47, 2020. DOI: 10.36453/2318-5104.2020.v18.n3.p43. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/25462. Acesso em: 29 nov. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>