Futebol e futsal de mulheres: estigmas e avanços

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36453/cefe.2022.28992

Palavras-chave:

Futebol feminino, Mídia, Sociedade, Futsal

Resumo


OBJETIVO: Verificar se ainda há relatos de preconceito com o futebol e futsal de mulheres e padrões determinados pela mídia, bem como avanços na divulgação do futebol e futsal de mulheres e identificar quais motivações a sociedade oferece para a prática dessas modalidades pelas mulheres.
MÉTODOS: O estudo trata-se de uma revisão sistemática. Foi realizada uma busca de artigos sobre o tema na base de dados Portal Periódicos da Capes publicados entre as datas 5 de agosto de 2016 e 5 de agosto de 2021, sendo selecionados os artigos que corresponderam com o tema proposto e excluídos todos os que eram revisões bibliográficas, resenhas, livros, teses, dissertações, e estudos que não abrangessem o tema escolhido.
RESULTADOS: Foram selecionados 15 artigos. Desses, 6 envolveram entrevistas com a temática futebol; 3 com a temática futsal; 3 análises de conteúdo de site de grande circulação e 3 análises documentais, sendo 1 associado à entrevistas. Esses estudos apresentaram em sua maioria relatos de mulheres e meninas sobre os preconceitos e padrões impostos que limitam a participação delas no futebol e futsal, que ainda vigoram. Também foi identificada literatura que menciona a dificuldade quanto a iniciação das mulheres no esporte. Por fim, alguns artigos que de certa forma dão esperanças de mudanças, que citam o aumento da divulgação da modalidade na mídia, bem como estratégias para o empoderamento e aproximação das mulheres com a prática.
CONCLUSÃO: Foi possível concluir que o preconceito contra o futebol e futsal de mulheres ainda persiste, bem como que os relatos de oportunidades e motivações para iniciação à prática por mulheres ainda são raros. Entretanto, houve aumento da divulgação das modalidades nas mídias televisivas aumentou, o que pode melhorar esses fatores num futuro breve. Adicionalmente políticas públicas de incentivo precisam ser mais exploradas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Henrique de Almeida-Silva, Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Jacareí

Estudante do curso Técnico em Administração integrado ao Ensino Médio - Instituto Federal de São Paulo

Victor Barbosa Ribeiro, Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Jacareí

Docente do Instituto Federal de São Paulo

Doutor em Biologia da Reprodução Humana - FMRP-USP

Mestre em Fisiologia - FMRP-USP

Especialista em Treinamento Esportivo - EEFERP

Especialista em Educação Profissional Tecnológica Inclusiva - IFTM

Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão de EAD - UFF

Aperfeiçoamento em Acessibilidade na Atividade Física Escolar - UFJF

Graduado em Fisioterapia - UFVJM

Graduado em Educação Física - UFVJM

Graduado em Pedagogia - UNIFRAN

Referências

ANJOS, L. A.; RAMOS, S. S.; JORAS, P. S.; GOELLNER, S. V. Guerreiras Project: futebol e empoderamento de mulheres. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 26, n. 1, p. e44154, 2018. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/ref/a/8shcQYnCjtZTFXmP3pbZRNg/?format=pdf&lang=pt>.

BANDEIRA, J. T.; COSTA, C. O. De menina e de menino: a influência de pais e familiares na segregação de brinquedos e brincadeiras por gênero. Revista Ártemis, v. 27 n. 1, p. 285-305, 2019. Disponível em: <https://periodicos.ufpb.br/index.php/artemis/article/view/41450/27532>.

BRASIL. Decreto Lei n 3.199, de 14 de abril de 1941. Disponível em: <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-3199-14-abril-1941-413238-publicacaooriginal-1-pe.html>. Acessado em: 02 de junho de 2022.

CAPES. Quem somos. 2021. Disponível em https://www-periodicos-capes-gov-br.ezl.periodicos.capes.gov.br/index.php/sobre/quem-somos.html>. Acessado em: 02 de fevereiro de 2022.

CILISKA, D.; CULLUM, N.; MARKS, S. Evaluation of systematic reviews of treatment or prevention interventions. Evidence-Based Nursing, Online, London, v. 4, n. 4, p. 100-4, 2001. Disponível em: <https://ebn.bmj.com/content/4/4/100.long>.

COSTA, M. G. B. Perspectivas para o Futebol Feminino: Um estudo a partir do Pelotas/Phoenix. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v. 8, n. 31, p. 379-86, 2016. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/502>.

COSTA, M. G. B. Um olhar sobre o Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino adulto através das reportagens da Gaúcha ZH. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v. 10, n. 37, p. 228-234, 2018. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/581>.

COSTA, J. E.; DIAS, N.; OLIVEIRA, E. A.; ABURACHID, L. C.; GRUNENNVALDT, J. T. A mulher em quadra: evidências contemporâneas do contato inicial com futsal. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v. 10, n. 41, p. 694-702, 2019. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/665>.

DAS, A. Federação dos EUA fecha acordo, e seleções masculina e feminina terão remuneração igual. Folha de São Paulo, online, 18 de mai de 2022. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/esporte/2022/05/federacao-dos-eua-fecha-acordo-e-selecoes-masculinas-e-femininas-terao-remuneracao-igual.shtml>. Acessado em: 02 de junho de 2022.

FRANZINI, F. Futebol é “coisa para macho”? Pequeno esboço para uma história das mulheres no país do futebol. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 25, n. 50, p. 315-28, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbh/a/nTrFPPWwPkMTKPMmBmtRwCc/?format=pdf&lang=pt

GAVIÃO P. C. S.; ILHA P. V.; FALCÃO C. P. Adesão, permanência e barreiras percebidas na prática do futebol feminino. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, online, v.10 n.40, p. 550-6, 2018. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/622>.

GOELLNER, S. V. Mulheres e futebol no Brasil: entre sombras e visibilidades. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 143-51, 2005. Disponível em: <https://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/16590/18303>.

ISTOÉ. Marta lembra preconceitos e início difícil no futebol: ‘’ Eu pertenço aos gramados’’. ISTOÉ, online, ed. 273127/05, 24 de ago. 2017. Disponível em: <https://istoe.com.br/marta-lembra-preconceitos-e-inicio-dificil-no-futebol-eu-pertenco-aos-gramados/>. Acessado em: 02 de junho de 2022.

JANUÁRIO, S. B.; LIMA, C. A. R.; LEAL, D. Futebol de mulheres na agenda da mídia: uma análise temática da cobertura da Copa do Mundo de 2019 em sites jornalísticos brasileiros. Observatório, Palmas, v. 14, n. 4, p. 42-62, 2020. Disponível em: <http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/1590/pdf>.

KESLER, C. S. “Entra aí pra completá”: narrativas de jogadoras do futsal feminino em Santa Maria – RS. 2010. 128f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria. 2010 Disponível em: <https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/6197/KESSLER%2c%20CLAUDIA%20SAMUEL.pdf?sequence=1&isAllowed=y>.

MAFFEI, W. S.; VERARDI, C. E. L.; DE CARVALHO, B. J. O interesse feminino pelo futebol na escola. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v. 11, n. 45, p. 507-14, 2020. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/848>.

MAZO, J. Z.; BALARDIN, G. F.; BATAGLION, G. A. Mulheres no futebol: alterações no regulamento da Conmebol e espaço na mídia televisiva. Revista Caminhos da Historia, Montes Claros, v. 25, n. 1, p. 58-73, 2020. Disponível em: <https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/caminhosdahistoria/article/view/2626>.

MOURÃO, L.; MOREL, M. As narrativas sobre o futebol feminino: o discurso da mídia impressa em campo. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Brasília, v. 26. n. 2, p. 73-86, 2005. Disponível em: <http://revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/148/157>.

NASCIMENTO, I.; SAID, G. Construção de identidades femininas: as narrativas sobre a Seleção Brasileira feminina de futebol no “Globo Esporte” e “Esporte Espetacular”. Correspondencias & Análisis, Santa Anita, n. 8, p. 97-120, 2018. Disponível em: <http://ojs.correspondenciasyanalisis.com/index.php/Journalcya/article/view/297/272>.

O GLOBO. Marta ganha menos de 1% do salário do Neymar. Bolsonaro diz que é o mercado, mas não é verdade. Entenda. O GLOBO, online, 18 de jan. 2021. Disponível em: <https://revistamarieclaire.globo.com/Celebridades/noticia/2017/01/simone-biles-rebate-criticas-sobre-o-seu-corpo-com-um-tuite-poderoso.html>. Acesso em 02 de junho de 2022.

PASSERO, J. G.; BARREIRA, J.; TAMASHIRO, L.; SCAGLIA, A. J.; GALATTI, L. R. Futebol de mulheres liderado por homens: uma análise longitudinal dos cargos de comissão técnica e arbitragem. Movimento, Porto Alegre, v. 26, p. e26060, 2020. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/100575/58052>.

REDAÇÃO MARIE CLAIRE. Simone Biles rebate críticas sobre o seu corpo com um tuíte poderoso. Redação Marie Claire, online, 05 de jan. 2017. Disponível em: <https://revistamarieclaire.globo.com/Celebridades/noticia/2017/01/simone-biles-rebate-criticas-sobre-o-seu-corpo-com-um-tuite-poderoso.html>. Acessado em: 02 de junho de 2022.

SALVINI, L.; MARCHI JÚNIOR, W. “Guerreiras de chuteiras” na luta pelo reconhecimento: relatos acerca do preconceito no futebol feminino brasileiro. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 303-11, 2016. DOI: <https://doi.org/10.1590/1807-55092016000200303>.

SILVA, A. L. S.; NAZÁRIO, P. A. Mulheres atletas de futsal: estratégias de resistência e permanência no esporte. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 26, n. 1, e40862, 2018. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/40862>.

SOUZA, M. T. O.; CAPRARO, A. M.; SILVA, M. M. Habilidosas e bonitas: as considerações de duas atletas de futebol sobre a formação de suas identidades. Movimento, Porto Alegre, v. 27, n. 23, p. 883-94, 2017. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/64827>.

SOUZA, M. M.; AIRES, H.; GONÇALVES, G. H. T.; BALBINOTTI, C. A. A. Mulheres no futsal: motivos que levam à prática. Kinesis, Santa Maria, v. 35, n. 3, p. 101-8, 2017. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/26702/pdf>.

TRAJANO, R. W.; ALMEIDA, N. F. P.; RODRIGUES, M. C.; FERNANDES, L. A. B.. Time amador juvenil de futsal feminino de Barra do Garças - MT: rompendo limitações na construção do gênero mulher. Conexões, Campinas, v. 15, n. 1, p. 65-91, 2017. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8646350>.

Downloads

Publicado

23.06.2022

Como Citar

ALMEIDA-SILVA, G. H. de; RIBEIRO, V. B. Futebol e futsal de mulheres: estigmas e avanços. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 20, p. e–28992, 2022. DOI: 10.36453/cefe.2022.28992. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/28992. Acesso em: 19 ago. 2022.