https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/issue/feed Revista Ciências Sociais em Perspectiva 2021-09-24T18:20:17+00:00 Prof. Dr. Udo Strassburg revista.csp@unioeste.br Open Journal Systems <div id="icpbravoaccess_loaded"> </div> https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/25435 O RAMO METAL-MECÂNICO E A INDUSTRIALIZAÇÃO NAS MESORREGIÕES DO PARANÁ NOS ANOS DE 2007 A 2017. 2021-08-30T22:30:04+00:00 Katia Fabiane Rodrigues kafrodrigues@yahoo.com.br Iara Zanardini Andrade Iara.zanardini@hotmail.com A industrialização é fundamental para o crescimento e desenvolvimento econômico de um país. A relação entre estes elementos foi o foco de diversos teóricos da vertente do desenvolvimento econômico na década de 1950, isto porque muitos países haviam crescido com base nos retornos gerados pela indústria, portanto, o processo de industrialização foi o meio encontrado pelo Brasil para alcançar o desenvolvimento. Nesse contexto, destaca-se a indústria paranaense, que contribui de forma significativa com a geração de emprego e renda no país. No caso do ramo metal-mecânico paranaense, o setor movimenta a economia de diversas regiões, quando oferta máquinas e equipamentos para os demais setores estratégicos do estado, como é a agropecuária, fortalecendo a formação de polos regionais. Sobre o perfil locacional do emprego, o ramo metal-mecânico está concentrado na mesorregião metropolitana de Curitiba, entretanto os resultados do QL revelaram que o ramo também teve significativa concentração nas mesorregiões Centro Oriental, Sudoeste, Norte Central, Norte Pioneiro e Oeste. 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Ciências Sociais em Perspectiva https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/25872 Elites políticas e desenvolvimento regional: uma aproximação necessária 2021-05-01T19:29:33+00:00 Maria Tereza Ribas Sabará; Mônica Aparecida da Rocha Silva; Nilton Marques de Oliveira mariaterezars@gmail.com <p>Este ensaio discute a possibilidade de articular o estudo das elites políticas ao conceito de desenvolvimento regional. A partir de uma pesquisa bibliográfica, este texto refaz, primeiramente, o percurso histórico de transformação do conceito de desenvolvimento de um paradigma estritamente econômico para então, trazer as recentes contribuições de Amartya Sen e Douglas North aos dilemas do desempenho e desenvolvimento das diferentes sociedades. Ainda, discute o papel da elite política na manutenção ou não do <em>status quo </em>e o seu papel privilegiado na produção do mundo social. Por fim, conclui-se apresentando as vantagens analíticas de se associar o desenvolvimento à compreensão das elites políticas regionais.<strong></strong></p> 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Ciências Sociais em Perspectiva https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/26897 O teletrabalho em domicílio: definições e debates contemporâneos 2021-08-22T16:07:57+00:00 Márcia Regina Castro Barroso marciajose@ig.com.br <p>O estudo apresenta as definições acerca do teletrabalho em domicílio estabelecendo os limites conceituais dessa modalidade de trabalho. Nossa reflexão se encaminha primeiramente na tarefa de conciliação entre a abordagem sociológica e a jurídica. Num segundo momento, procuramos refletir sobre o teletrabalho em domicílio através da categoria <em>trabalho em domicílio</em>, percebendo as semelhanças e as distinções entre as duas categorizações. Do ponto de vista simbólico, o teletrabalho em domicílio apresenta questões importantes para serem pensadas no que se refere às relações de trabalho, tanto sob o aspecto da hierarquia, quanto sobre as representações e experiências do tempo e do espaço. Através de um aprofundamento teórico apresentamos, assim, esta temática tão pertinente para o mundo atual.</p> 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Ciências Sociais em Perspectiva https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/27305 Cenário Nacional da Produção Científica Sobre Orçamento 2021-05-12T17:17:02+00:00 Ketlyn da Silva Pasquali ketlyn_pasquali@hotmail.com Tabatha Caroline Bonafin dos Santos tabatha.cb@hotmail.com Leandro Augusto Toigo leandro.toigo@unioeste.br Sidnei Celerino da Silva sidnei.silva@unioeste.br O tema da pesquisa é sobre a evolução das pesquisas relacionadas à área de orçamento. O objetivo é analisar o cenário nacional da produção científica sobre o orçamento. Empregou-se a revisão sistemática conforme a metodologia <em>Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses</em> (PRISMA). O objeto de estudo foram as pesquisas com o tema orçamento encontradas no Banco de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). A análise foi por meio da análise de conteúdo, dividida em duas etapas: quantitativa, dos 77 estudos, e qualitativa dos que utilizaram uma teoria de base, totalizando 26 pesquisas. O período de maior número de publicações foi em 2016, com destaque para dissertações nos programanas de mestrado em Contabilidade, sendo a Universidade de São Paulo, a maior produtora desses trabalhos. As teorias que se destacaram foram a Teoria Institucional, Teoria Contingencial e Teoria da Agência. Apesar da escassez de estudos, identificaram-se diversas lacunas para pesquisas futuras relacionadas à temática orçamento. A pesquisa contribui com informações relevantes para outros pesquisadores do tema, por meio da análise e reflexão crítica sobre a produção científica, além de servir como um diagnóstico para investigar o tema orçamento. 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Ciências Sociais em Perspectiva https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/27315 Ciência versus pseudociência: um duelo ainda enfrentado? 2021-08-24T09:51:39+00:00 Caroline Keidann Soschinski carolinesoschinski@yahoo.com.br Daiani Schulp daianischlup@gmail.com Marcia Zanievicz Silva marciaza@gmail.com O complexo debate sobre o problema da demarcação e a falta de consenso sobre critérios capazes de distinguir a ciência da pseudociência, levou a realização desse ensaio teórico, o qual objetivou refletir sobre a validade em discutir o que é conhecimento científico e o que não é, em termos filosóficos. Para isso, realizou-se inicialmente uma revisão sobre a história do problema da demarcação, a qual iniciou com Aristóteles e instiga pesquisadores até a atualidade. Posteriormente, revisou-se pesquisas contemporâneas que abordaram sobre o problema da demarcação, com o intuito de identificar quais posicionamentos os cientistas atuais estão tendo com relação ao conhecimento científico. Laudan (1983) foi utilizado como base para a discussão, ao afirmar que o meio filosófico tem fracassado em demarcar a ciência, diante disso propõem-se que o problema da demarcação continue sendo discutido, mas com ênfase no campo empírico e conceitual. Por fim, com base em Jakovljević e Ostojić (2016) destacou-se uma série de características a serem analisadas tanto por pesquisadores como por avaliadores de revistas, os quais podem ter um importante papel no que se refere a garantia de publicações com conhecimento confiável, incluindo nas áreas de sociais aplicadas, tais como, ciências contábeis. 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Ciências Sociais em Perspectiva https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/27316 O PROFESSOR DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS: PROBLEMAS E DESAFIOS DA DOCÊNCIA EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS E PRIVADAS 2021-08-24T10:53:51+00:00 Adhmir Renan Voltolini Gomes adhmir.renan@gmail.com Tabatha Caroline Bonafin dos Santos tabatha.cb@hotmail.com Sidnei Celerino da Silva sidneicelerino@yahoo.com.br Roberto Francisco de Souza robertofsouzajr@gmail.com <div id="icpbravoaccess_loaded"> </div><div id="icpbravoaccess_loaded"> </div><div id="icpbravoaccess_loaded"> </div><div id="icpbravoaccess_loaded"> </div><div id="icpbravoaccess_loaded"> </div><div id="icpbravoaccess_loaded"> <p>O objetivo deste estudo foi analisar os problemas e desafios da docência nos cursos de Ciências Contábeis em instituições públicas e privadas, conforme o ciclo de vida profissional. Além disso, identificou-se o perfil do professor universitário, bem como a sua percepção a respeito da importância do ensino superior, do apoio institucional e a contribuição dos programas de pós-graduação <em>lato</em> e <em>stricto</em> <em>sensu</em> na atuação docente. A pesquisa é classificada como descritiva, pois buscou caracterizar os problemas da docência por meio de um levantamento com os professores de Instituições públicas e privadas do Estado do Paraná, totalizando uma amostra de 70 respondentes. A abordagem do estudo foi quantitativa, visto que os dados foram organizados e analisados estatisticamente. Então, por meio dos testes de hipóteses foi possível identificar se os problemas e desafios são iguais para as instituições públicas e privadas, e ainda, se são os mesmos para cada fase do ciclo de vida profissional. Os resultados foram semelhantes com os achados dos estudos anteriores em alguns pontos, porém, em outros aspectos trouxe uma nova reflexão sobre o tema. Portanto, conclui-se que apesar dos problemas e desafios enfrentados ao longo da carreira docente, independente da instituição de ensino, ser professor é gratificante e evidenciou-se a relevância do ensino superior na formação profissional e pessoal.</p></div><div id="icpbravoaccess_loaded"> </div> 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Ciências Sociais em Perspectiva https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/27320 Remuneração de executivos e qualidade das informações financeiras 2021-08-26T10:29:27+00:00 Glaucio Augusto ga10@outlook.com Juliano Augusto Orsi de Araujo juliano@expresscontabil.com.br <div id="icpbravoaccess_loaded">Este trabalho tem por objetivo investigar a influência da qualidade do lucro sobre a remuneração de executivos brasileiros de companhias listadas na B3. O embasamento teórico se apoiou na Teoria da Agência. A amostra foi composta por empresas financeiras e não financeiras de capital aberto listadas na B3, com resultados divulgados entre os anos de 2015 a 2019. O estudo verificou a relação da remuneração dos executivos com a qualidade do lucro. Nesta análise foram utilizadas quatro proxies: a persistência do lucro, a magnitude no uso de <em>accruals</em>, a suavização de resultados e o conservadorismo contábil. Para tal, utilizou-se a técnica estatística de dados em painel com efeitos fixos. Os resultados indicam que os gestores mais conservadores, possuem uma remuneração melhor em relação aos demais. Foi possível concluir que a maior parte da remuneração dos executivos está atrelada a resultados. Nesse sentido esse trabalho contribui com a análise das variáveis a serem consideradas na composição da remuneração executiva.</div><div id="icpbravoaccess_loaded"> </div><div id="icpbravoaccess_loaded"> </div> 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Ciências Sociais em Perspectiva https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/27335 TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DO GOVERNO FEDERAL: UMA ANÁLISE SOBRE A ÓTICA DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E CONTROLE 2021-09-16T18:22:35+00:00 Paulo Roberto Magalhães Cordeiro paulo.mestradoipea@gmail.com José Marilson Martins Dantas marilsondantas@gmail.com Clesia Camilo Pereira clesia@unb.br <span>O estudo objetiva verificar as percepções dos gestores municipais quanto ao planejamento e coordenação por parte da União, em relação aos repasses de recursos aos municípios. Na aplicação do survey, 75 servidores responderam (13 distritais e 62 municipais). Os resultados mostram que há necessidade de maior envolvimento dos órgãos federais nas fases de elaboração, execução e prestação de contas, para gerir os recursos federais visando a entrega dos produtos das políticas públicas às populações focais dos objetos dos acordos; necessidade de maior apoio da cúpula administrativa dos partícipes para a melhoria no processo; que falta melhorar o controle; e a baixa percepção em relação a processos, sistemas, canais de comunicação que permita o controle social participar dos inter-relacionamentos entre União e as entidades públicas para a formatação e execução dos planos de trabalho.</span> 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Ciências Sociais em Perspectiva https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/27359 Compreendendo os riscos operacionais fiscais: uma análise à luz da teoria da contingência 2021-08-24T10:19:01+00:00 Julio Cesar Ferreira juliocesar300@hotmail.com Marlla Oliveira Feitosa marllacontadora@gmail.com José Antonio Cescon cescon@cescon.adm.br Vinícius Abilio Martins vinicius.martins@unioeste.br <p>O risco fiscal, principalmente a partir do advento da inteligência fiscal por meio do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), exerce impacto direto sobre o risco a que estão expostos os contribuintes. No ambiente corporativo, esse risco recai sobre as organizações contábeis. A teoria da contingência procura explicar os fatores de mudança nas organizações oriundos de condições externas ocasionadas por uma contingência qualquer, e ainda, a Teoria da Contingência busca definir e explicar o processo de mudança organizacional interno e externo das organizações e suas interdependências com os fatores ambientais, analisando e explicando os elementos que constituem sua causa e que dela decorrem. O presente ensaio teórico tem por objetivo apresentar e discutir os riscos fiscais a que se submetem as organizações contábeis, a partir dos seguintes constructos: risco operacional e risco fiscal, à luz da teoria da contingência, cotejando-os entre si. Promoveu-se um debate contemplando os estudos empíricos e teóricos publicados nos últimos cinco anos. Ao final, evidenciou-se que a grande parte das mudanças nos riscos inerentes às organizações contábeis, à luz dos conceitos discutidos neste ensaio podem ser atribuídas aos fatores explicados pelos constructos que foram examinados no presente estudo.</p> 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Ciências Sociais em Perspectiva https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/28209 Normas para publicação na revista 2021-09-24T17:14:57+00:00 Udo Strassburg udostrassburg27@gmail.com 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/28210 Editorial v. 20 n. 38 2021-09-24T17:58:31+00:00 Udo Strassburg udostrassburg27@gmail.com 2021-09-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021