“Cultura da Vida e Cultura da Morte”: Moralidade cristã nos debates sobre o direito de abortar (ADPF 442)

Autores

  • Karine Dalla Costa Unioeste
  • Andréia Vicente da Silva

DOI:

https://doi.org/10.48075/rtc.v28i55.28024

Palavras-chave:

ADPF 442, aborto, moralidade Cristã, Assembleia de Deus.

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo apresentar os conceitos de cultura da morte e da vida tal como foram explicitados pelo pastor Douglas Roberto de Almeida Baptista, representante das Assembleias de Deus no Brasil, durante a sessão da ADPF 442 de 2018. O objetivo principal é perceber como o debate moral é instrumentalizado para que decisões nos poderes públicos a respeito do aborto sejam tomadas, utilizando-se de critérios religiosos. Através de análise de vídeos das sessões da ADPF 442 e das aulas on-line do pastor, além de revisão bibliográfica, as autoras procuram comparar a visão religiosa mais conservadora em torno do aborto com alguns argumentos científicos, da área das ciências sociais. Para tanto, um contraponto com a defesa do direito de abortar, feita pela antropóloga Débora Diniz, representante do Instituto Aniz, serve de recurso analítico.

 

 

 

 

Biografia do Autor

Karine Dalla Costa, Unioeste

Graduanda em Ciências Sociais (Unioeste), campus de Toledo. 

Andréia Vicente da Silva

Doutora em Antropologia; professora do Programa de Pós-graduação em História da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).

Downloads

Publicado

24-08-2021

Como Citar

COSTA, K. D.; SILVA, A. V. da. “Cultura da Vida e Cultura da Morte”: Moralidade cristã nos debates sobre o direito de abortar (ADPF 442). Tempo da Ciência, [S. l.], v. 28, n. 55, p. 158–174, 2021. DOI: 10.48075/rtc.v28i55.28024. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/tempodaciencia/article/view/28024. Acesso em: 24 jan. 2022.