REPRESENTAÇÕES DA MÃE-ÁFRICA NA LITERATURA ANGOLANA

Autores

  • Donizeth Aparecido dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v3i6.1721

Palavras-chave:

Literaturas de língua portuguesa, Literatura angolana, Mãe-África

Resumo


Este artigo apresenta três tipos de representações da Mãe-África na literatura angolana. Esse símbolo a que recorreram poetas e ficcionistas angolanos como um meio de afirmação cultural, racial, social e política frente à colonização portuguesa no período de descolonização apresenta-se sob as formas de mãe biológica, simbolizando a terra, a nação e o continente africano; como pátria angolana, constituída por características femininas e maternas; e como o continente africano dotado de caráter materno, representando a progenitora da raça negra.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

DOS SANTOS, D. A. REPRESENTAÇÕES DA MÃE-ÁFRICA NA LITERATURA ANGOLANA. Trama, [S. l.], v. 3, n. 6, p. p. 27–42, 2000. DOI: 10.48075/rt.v3i6.1721. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/1721. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

ARTIGO