COMPOSIÇÃO NOMINAL EM ALEMÃO: algumas peculiaridades do modelo “adjetivo + substantivo”

Autores

  • Tito Lívio Cruz ROMÃO Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v14i31.17882

Palavras-chave:

Composição nominal alemã, Adjetivos, Substantivos.

Resumo


O alemão recorre frequentemente a substantivos compostos, segundo diferentes modelos de composição, em que uma palavra determinativa (substantivo, adjetivo, verbo, numeral, pronome etc.) combina-se com uma palavra-base (substantivo). Abordaremos neste artigo substantivos compostos conforme o padrão “adjetivo + substantivo”. Não raro, aprendizes brasileiros têm dificuldades para compreender e usar esses compostos. Sabe-se que a criação de um novo vocábulo mediante este tipo de composição normalmente gera não apenas um novo substantivo, mas também um novo conceito. Os dicionários bilíngues muitas vezes também ignoram as nuances dessas palavras. Aqui serão analisados diferentes exemplos desse fenômeno, visando-se também a apresentar correspondências ideais no Português do Brasil à guisa de tradução.

 

Biografia do Autor

Tito Lívio Cruz ROMÃO, Universidade Federal do Ceará

Professor de Língua e Cultura Alemã do Departamento de Letras Estrangeiras e de Teoria e Prática da Tradução no Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Ceará

Downloads

Publicado

01-02-2018

Como Citar

ROMÃO, T. L. C. COMPOSIÇÃO NOMINAL EM ALEMÃO: algumas peculiaridades do modelo “adjetivo + substantivo”. Trama, [S. l.], v. 14, n. 31, p. 152–161, 2018. DOI: 10.48075/rt.v14i31.17882. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/17882. Acesso em: 24 jan. 2022.

Edição

Seção

Estudos Culturais, Língua e Literatura Alemã