CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA E CURRICULAR PARA O ESPORTE NA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

Autores

  • Telma Adriana Pacifico MARTINELI Universidade Estadual de Maringá
  • Carolina de Moura VASCONCELOS
  • Eliane Maria de ALMEIDA Prefeitura Municipal de Paiçandu. https://orcid.org/0000-0002-3829-9293

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v14i33.19528

Palavras-chave:

Política educacional, BNCC, educação física, concepções.

Resumo


O estudo teve objetivo analisar a BNCC para o Ensino Fundamental, em seus aspectos pedagógicos e curriculares, com foco na Educação Física e na concepção e classificação do esporte. Tratou-se de um estudo bibliográfico e documental fundamentado em uma perspectiva histórica- crítica. No documento, a Educação Física é um componente curricular que permite a aprendizagem de práticas corporais: brincadeiras e jogos, ginásticas, dança, lutas, práticas corporais de aventura e esportes. Essa concepção fundamenta-se na Praxiologia Motriz, que estuda a lógica interna e externa dos jogos e esportes, a partir da cooperação, interação com o adversário, desempenho motor e objetivos táticos da ação, na tentativa de romper com a perspectiva positivista, busca-se na linguagem e no significado da ação motriz uma vertente social do esporte. Essa concepção pelo viés da motricidade, continua se perpetuando na Educação Física, repercutindo na BNCC e contrariando as críticas histórias.

REFERÊNCIAS

ARAÚJO P. A., RIBAS, J. F. M. Contribuições da praxiologia motriz para a abordagem crítico-superadora. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/881/Araujo_Pablo_Aires.pdf?sequence=3. Acesso em: 20/03/2017.

BETTI, Mauro. Por uma Teoria da Prática. Motus Corporis. Rio de Janeiro, v. 3, n. 2, p. 73-127, dez. 1996.

BITTENCOURT, J. A base nacional comum curricular: uma análise a partir do ciclo de políticas. In: XIII Congresso Nacional de Educação. Anais do EDUCERE. Paraná, 2017. 

BRASIL. Base Nacional Comun Currícular. Ministerio da Educação. Brasília, DF, 2018. Disponivel em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf. Acesso em: 07/08/2018.

KUNZ, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: Editora Unijuí, 1994.

MARTINELI, T. A. P.; MAGALHÃES, C. H.; MILESKI, K. G.; ALMEIDA, E. M.. A Educação Física na BNCC:  concepções e fundamentos políticos e pedagógicos. Motrivivência. Santa Catarina, v. 28,   n. 48,   p. 76-95,   setembro/2016. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2016v28n48p76/32564 Acesso em: 09/08/2018.

MELLO, R. A. A necessidade da Educação Física na escola. São Paulo: Instituto Lukács, 2014.

MOREIRA, L. R.et al. Apreciação da Base Nacional Comum Curricular e a Educação Física em foco. Motrivivência, v. 28, n. 48, p. 61-75, setembro/2016.

NEIRA, M. G.; JUNIOR, M. S. A Educação Física na BNCC: procedimentos, concepções e efeitos. Motrivivência. Santa Catarina, v. 28, n. 48, p. 188-206, setembro/2016. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/45356 Acesso em: 09/08/2018.

NORA, D. D.; WALTER, J; BUFFON, E.; RIBAS, J. F. M. Praxiologia motriz, trabalho pedagógico e didática na educação física. Movimento, Porto Alegre, v. 22, n. 4, 1365-1378, out./dez. de 2016. Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/65268>. Acesso em: 21/03/2018.

OLIVEIRA, G. T; RIBAS, J. F. M. Articulações da praxiologia motriz coma Concepção Crítico-Emancipatória. Movimento, Porto Alegre, v. 16, n. 01, p. 131-148, jan./mar. 2010. Disponível em: <http://www.seer.ufrgs.br/Movimento/article/viewFile/9680/7521>. Acesso em: 03/05/2018.

OLIVEIRA, A. A. B; PERIM, G. L. Fundamentos Pedagógicos do Programa Segundo Tempo. Maringá: EDUEM, 2009.

PARLEBAS, P. Eléments de sociologie du sport. Revue française de sociologie. França, n. 3, v. 28, p. 547-550, 1987.

PAULO-NETTO, J. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Editora Expressão Popular, 2011.

PIAGET, J. A Epistemologia genética; Sabedoria e ilusões da filosofia. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

PIMENTEL, A. O método da análise documental: seu uso numa pesquisa historiográfica. Cadernos de Pesquisa, n. 114, p. 179-195, novembro/ 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/n114/a08n114.pdf .Acesso em: 03/08/2018.

RENE, B. X. L’education physique Au XX e Siecleen France. Paris: Nouvelle, 1994.

RIBAS, J. F. M. Praxiologia Motriz: construção de um novo olhar dos jogos e esportes na escola. Motriz, Rio Claro, v.11 n.2 p.113-120, mai./ago. 2005. Disponível em: http://www.rc.unesp.br/ib/efisica/motriz/11n2/10MRJ.pdf . Acesso em: 20/03/2017.

RIBAS, J. F. M. O voleibol e os novos olhares dos jogos esportivos coletivos. In: RIBAS, J. F. M (Org.). Praxiologia motriz e voleibol: elementos para o trabalho pedagógico. Ijuí: Editora Unijuí, p. 21-56, 2014.

RODRIGUES, A. T. Base Nacional Comum Curricular para a área de linguagens e o componente curricular Educação Física. Motrivivência, v. 28, n. 48, p. 32-41, setembro/2016.

RUFINO, L. G. B; NETO, S. de S. Saberes docentes e formação de professores de Educação Física: análise da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) na perspectiva da Profissionalização do Ensino. Motrivivência, v. 28, n. 48, p. 42-60, setembro/2016.

SARAVÍ, J. R. A praxiologia motriz: presente, passado e futuro. Entrevista com Pierre Parlebas. Movimento, Porto Alegre, v. 18, n. 01, p. 11-35, jan/mar de 2012.  Disponível em: http://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/27065 . Acesso em: Acesso em: 21/03/2018.

SILVA, M. R; PIRES, G. L.; PEREIRA, R. S. A Base Nacional Comum Curricular da Educação Básica em tempos de neoconservadorismo e de “neoliberalismo que saiu do armário”; mas também de tempos de resistência: Fora Temer!!!. Motrivivência. Santa Cataria, v. 28, n. 48, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2016v28n48p7/32530 Acesso em: 09/08/2018.

SHIROMA, E.O.; CAMPO, R. F.; GARCIA, R. M. C. Decifrar textos para compreender a política: subsídios teórico-metodológicos para análise de documentos. Perspectiva. Florianópolis, v. 23, n. 02, p. 427-446, jul./dez. 2005.

TABORDA, D. S. Aproximações teóricas entre a praxiologia motriz e a proposta transformação didático-pedagógica do esporte: por um diálogo da possibilidade. Dissertação (Mestrado). UFSM. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. RS, 2014. Disponível em: http://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/6744/TABORDA%2c%20DOUGLAS%20DOS%20SANTOS.pdf?sequence=1&isAllowed=y . Acesso em: 20/03/2017.

Recebido em 15-05-2018 e aceito em 14-08-2018.

Biografia do Autor

Telma Adriana Pacifico MARTINELI, Universidade Estadual de Maringá

Professora Doutora na Universidade Estadual de Maringá.

Carolina de Moura VASCONCELOS

Pós graduanda no Programa de pós graduação em educação da Universidade Estadual de Maringá.

Eliane Maria de ALMEIDA, Prefeitura Municipal de Paiçandu.

Graduada em educação física pela Universidade Estadual de Maringá. Pós-graduanda em educação física pelo Programa de Mestrado em educação física em rede.

Downloads

Publicado

02-10-2018

Como Citar

MARTINELI, T. A. P.; VASCONCELOS, C. de M.; ALMEIDA, E. M. de. CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA E CURRICULAR PARA O ESPORTE NA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR. Trama, [S. l.], v. 14, n. 33, p. 106–117, 2018. DOI: 10.48075/rt.v14i33.19528. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/19528. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Educação e Políticas Públicas em debate