Álvares de Azevedo e Mário de Andrade sob o signo da morte: solução ou completude?

Autores

  • Andrea Trench de Castro

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v9i17.8204

Palavras-chave:

Modernismo, Morte, Romantismo.

Resumo


O artigo, cujo centro da discussão é a temática da morte, propõe uma aproximação dos poemas "Lembrança de Morrer", de Álvares de Azevedo, e "Quando eu Morrer", de Mário de Andrade, no sentido de evidenciar, por um lado, ressonâncias do Romantismo na poesia moderna brasileira e, por outro, as diferenças que se interpõem na apropriação ou estilização moderna do legado romântico. Assim, buscaremos analisar alguns eixos temáticos da poesia romântica que encontraram, sistematicamente, eco na poesia moderna brasileira, com vistas a observar a ressignificação da morte e da posteridade no célebre poema de Mário de Andrade. 

Downloads

Publicado

28-05-2013

Como Citar

TRENCH DE CASTRO, A. Álvares de Azevedo e Mário de Andrade sob o signo da morte: solução ou completude?. Trama, [S. l.], v. 9, n. 17, p. 49–66, 2013. DOI: 10.48075/rt.v9i17.8204. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/8204. Acesso em: 18 jan. 2022.

Edição

Seção

ARTIGO