O Neorrealismo em Portugal: escritores, história e estética.

Autores

  • Juarez Donizete Ambires

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v9i17.8207

Palavras-chave:

Neorrealismo, sociedade, Estado Novo.

Resumo


Em Portugal, o Neorrealismo inaugura-se em 1939 e surge como oposição à literatura presencista. Preocupa-se, por isto, com o social. Vê a sociedade como o espaço da dissidência e da luta de classe. Em seus escritos, os autores do movimento tomam o partido dos mais pobres, dos destituídos. Na cena portuguesa, os neorrealistas tornam-se ainda oposição ao Estado Novo, de Antônio de Oliveira Salazar. Oficialmente, o movimento encerra-se em 1974. É o ano da Revolução dos Cravos, acontecimento que representa o retorno à democracia, forte anseio da literatura neorrealista.

Downloads

Publicado

28-05-2013

Como Citar

AMBIRES, J. D. O Neorrealismo em Portugal: escritores, história e estética. Trama, [S. l.], v. 9, n. 17, p. 95–107, 2013. DOI: 10.48075/rt.v9i17.8207. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/8207. Acesso em: 18 jan. 2022.

Edição

Seção

ARTIGO