COMPOSTAGEM COMO ALTERNATIVA CONVENCIONAL NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE ERVA MATE (ILEX PARAGUARIENSIS) NO MUNICÍPIO DE UNIÃO DA VITORIA - PARANÁ

Sandra Mara de Moraes, Rogério Antonio Krupek, Isabel Homczinski

Resumo

O solo é um recurso de extrema importância para a sobrevivência humana, por isso, torna-se necessário buscar alternativas que possam proporcionar o melhor aproveitamento desse recurso, em especial na produção de alimentos. Este trabalho objetiva avaliar a utilização da compostagem como alternativa no processo de acréscimo de nutrientes sobre a germinação e desenvolvimento de plantas de erva mate no município de União da Vitória, Paraná, a partir da avaliação da taxa de germinação e crescimento (altura, diâmetro e número de folhas) das mudas de erva mate. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos (testemunha, compostagem e NPK) e três repetições cada. Após 120 dias da semeadura, foram feitas avaliações da taxa de germinação em todas as amostras. Após, foram coletadas 30 plantas de cada as tratamento para se avaliar o crescimento das mudas, através das seguintes medidas das plantas: comprimentos, peso fresco e número de folhas; das folhas: comprimentos, largura e peso fresco; do caule: comprimento e peso fresco.  Os resultados demonstraram que a adição da compostagem como adubo orgânico em canteiros de erva mate, quando comparado com os tratamentos NPK e testemunha mostrou os melhores desenvolvimentos em todos os parâmetros avaliados, revelando ser este tipo de adubo um componente importante na manutenção da fertilidade do solo.

 

Texto completo:

PDF