ASPECTOS PRODUTIVOS DO USO DE BIOESTIMULANTES NA CULTURA DA SOJA

Maria Elisa Ribeiro Marques, Ana Paula Morais Mourão Simonetti, Helton Aparecido Rosa

Resumo

A utilização de bioestimulantes proporciona incrementos no desenvolvimento vegetal, embora poucos estudos tenham abordado aspectos fisiológicos da soja relacionados à aplicação destes produtos. Sendo assim o presente trabalho tem por objetivo avaliar o efeito de diferentes dosagens do produto bioestimulante a base de extrato de algas marinhas no incremento da produtividade da soja. O experimento foi realizado em propriedade rural, no município de Ubiratã-PR. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com 5 tratamentos e 4 repetições, totalizando 20 parcelas. As variáveis analisadas foram: número de vagens por planta, massa de 100 sementes, número de grãos por planta, comprimento da raiz e peso seco da raiz. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e as médias dos tratamentos comparadas pelo teste tukey a 5% de significância, com auxílio do programa estatístico ASSISTAT. Em relação ao número de vagens, número de grãos por planta e tamanho da raiz, o uso de bioestimulante a base de extrato de algas demonstrou ganhos produtivos significativos para a cultura da soja. Mas em relação à massa de 100 grãos e peso seco da raiz, não houve incremento. 

Texto completo:

PDF