JOGOS COMPETITIVOS E COOPERATIVOS: UM ESTUDO NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE CASCAVEL/PR

Inácio Brandl Neto, Cristhiane Marcia Maciel Kaminski Alves

Resumo

Este estudo foi relativo aos jogos ministrados por professores nas aulas de Educação Física nas 3ª e 4ª séries de nove escolas da rede pública, situadas na região sul do município de Cascavel/PR. O objetivo geral foi analisar se os jogos e brincadeiras ministradas por professores nas aulas de Educação Física em nove escolas da rede pública, eram competitivos, de transição ou cooperativos. Além disso, foi verificada a formação destes docentes e o conhecimento sobre os jogos cooperativos. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram a observação/descrição de aulas e entrevista semi-estruturada com questões relativas ao tema. Nas trinta aulas observadas, somente dois docentes utilizaram, em algum momento das aulas, jogos de caráter cooperativo. Nenhum docente utilizou jogos de transição e os demais utilizaram jogos competitivos, sendo que das 65 atividades observadas, 52 (80%) foram competitivas, demonstrando os valores que estão sendo repassados as crianças. É importante que os docentes compreendam a validade dos jogos na construção do relacionamento social por meio da vivência nas situações de liderança e de cooperação, no pensar em equipe e na busca de estratégias para a obtenção de objetivos comuns, deixando de lado a questão de que vencer é o mais importante. 

Palavras-chave

Cooperação; Competição; Jogos; Educação Física.

Texto completo:

PDF
';