VALIDAÇÃO DO TESTE AERÓBIO DE CORRIDA DE VAI-E-VEM DE 20 METROS PARA ESCOLARES DO GÊNERO MASCULINO DE 13 E 14 ANOS

Sandro Márcio Ströher, Edilson Hobold, Lírio Levandoski Junior, Jardel Schlickmann

Resumo

A capacidade cardiorrespiratória tem sido considerada um dos mais importantes componentes da aptidão física, e o consumo máximo de oxigênio (VO2max) um de seus indicadores mais utilizados. O objetivo deste estudo foi verificar a validade concorrente do teste aeróbio de corrida de vai-e-vem de 20 metros de LEGER et al. (1988) como indicador do VO2max para escolares de 13 e 14 anos do gênero masculino e investigar as variáveis envolvidas em relação a critérios de saúde. A amostra constituiu-se de 15 escolares maturados conforme auto-avaliação (TANNER, 1962). Coletou-se variáveis referentes ao crescimento (estatura e massa corporal) e à composição corporal (espessura das dobras cutâneas – tricipital e subescapular), sendo posteriormente calculado o percentual de gordura (LOHMAN, 1986). Para mensurar o VO2máx de forma direta, utilizou-se um aparelho de ergoespirometria (VO2000) e esteira ergométrica. A tabulação dos dados e análises estatísticas foram realizadas através do programa SPSS for Windows - versão 11.0. As associações entre as variáveis de aptidão cardiorrespiratória foram realizadas por meio da correlação linear de Pearson (r) e a comparação de médias pelo teste “t” de Student para amostras independentes. Os resultados sugerem uma correlação alta significativa (r=0,78; p<0,01) para a amostra, apresentando uma correlação alta de significância nas idades de 13 anos (r=0,72; p<0,05) e 14 anos (r=0,83; p<0,05). Conclui-se que o teste aeróbio de corrida de vai-e-vem de 20 metros apresentou validação concorrente aceitável para escolares de 13 e 14 anos do gênero masculino.

Palavras-chave

Teste cardiorespiratório; Ergoespirometria; Validade concorrente.

Texto completo:

PDF
';