A atividade física no discurso governamental brasileiro: análise de alguns meios de comunicação à sociedade

Fabio Fortunato Brasil de Carvalho

Resumo

INTRODUÇÃO: A atividade física está presente no discurso atual do governo brasileiro (2019-2022), desde o programa de campanha e atualmente em canais institucionais e em suas redes sociais virtuais.
OBJETIVO: Apresentar e discutir sucintamente a atividade física no discurso do atual governo brasileiro, na perspectiva do setor Saúde.
MÉTODOS: Busca exploratória no sítio eletrônico da Secretaria de Atenção Primária à Saúde, no Instagram do Ministério da Saúde e de notícias e informações relacionadas, utilizou-se a análise de conteúdo e identificou-se as seguintes categorias: i) benefícios da atividade física para a saúde e prevenção de doenças; ii) a formulação de um programa de atividade física no SUS; iii) o discurso da vida ativa e saudável em recursos imagéticos.
RESULTADOS: Foram encontradas diversas menções à atividade física relacionadas a distintos desfechos em saúde.
CONCLUSÃO: O Ministério da Saúde vem usando as perspectivas informacionais que baseiam e conformam o amplo reconhecimento da atividade física relacionada à saúde e prevenção de doenças, mas há possíveis contradições entre opções e ações políticas do atual governo e a importância da atividade física. E o discurso da vida ativa e saudável em recursos imagéticos necessita buscar abarcar as complexidades relacionadas.

ABSTRACT. Physical activity in the Brazilian governmental discourse: analysis of some means of communication to society.
BACKGROUND: Physical activity is present in the current discourse of the Brazilian government (2019-2022), since the campaign program and currently on institutional channels and on its virtual social networks.
OBJECTIVE: To briefly present and discuss physical activity in the discourse of the current Brazilian government, from the perspective of the health sector.
METHODS: Exploratory search on the website of the Secretary of Primary Health Care, on the Instagram of the Ministry of Health and related news and information. Used content analysis was performed and the following categories were identified: i) health benefits of physical activity and prevention diseases; ii) the formulation of a physical activity program in SUS; iii) the discourse of active and healthy life in image resources.
RESULTS: Several mentions to physical activity were found related to different health outcomes.
CONCLUSION: The Ministry of Health has been using the informational perspectives that base and shape the broad recognition of physical activity related to health and disease prevention, but there are possible contradictions between current government policy options and actions and the importance of physical activity. And the discourse of active and healthy life in image resources needs to seek to encompass the related complexities.

Palavras-chave

Discurso; Programas Governamentais; Saúde Pública; Serviços de Informação

Texto completo:

PDF

Referências

ABIB, L. T. O governo de si e dos outros em dispositivos de saúde móvel: reflexões sobre o “movimento 21 dias por uma vida mais saudável. 2019. 244f. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde (CNS). Últimas Notícias. Saúde perdeu R$ 20 bilhões em 2019 por causa da EC 95/2016. 2020a. Disponível em: . Acessado em: 29 de março de 2020.

BRASIL. Decreto nº 9.795, de 17 de maio de 2019. Presidência da República. Brasília, DF, 2019b. Disponível em: . Acessado em: 13 de setembro de 2019.

BRASIL. Lei nº 12.864 de 24 de setembro de 2013. Altera o caput do art. 3º da Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, incluindo a atividade física como fator determinante e condicionante da saúde. Disponível em: . Acessado em: 13 de setembro de 2019.

BRASIL. Ministério da Economia. Tesouro Nacional. Relatório resumido da execução orçamentária do governo federal e outros demonstrativos. 2020b. Disponível em: . Acessado em: 28 de março de 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Luiz Henrique Mandetta assume Ministério da Saúde. 2019a. Disponível em: . Acessado em: 13 de setembro de 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Saúde lança novo Guia Alimentar e campanha contra a obesidade. 2019f. Disponível em: . Acessado em: 13 de setembro de 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministro Mandetta participa da caminhada Walk the Talk. 2019d. Disponível em: . Acessado em: 09 de outubro de 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) no Brasil: 2011-2022. Brasília, DF; 2011. Disponível em: . Acessado em: 13 de setembro de 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria GM/MS nº 2.979, de 12 de novembro de 2019. 2019h. Disponível em: . Acessado em: 25 de novembro de 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Primeiros passos do Brasil em Movimento. 2019e. Disponível em: . Acessado em: 10 de novembro de 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Saúde da Família. Nota técnica Nº 3/2020-DESF/SAPS/MS. 2020c. Disponível em: . Acessado em: 30 de março de 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Últimas Notícias. Brasil participa de caminhada de promoção da vida saudável nos EUA. 2019c. Disponível em: . Acessado em: 5 de setembro de 2019.

CAMPOS, C. J. G. Método de análise de conteúdo: ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 57, n. 5, p. 611-4, 2004.

CÂNDIDO, C. M.; PALMA, A.; ASSIS, M. R. A representação da educação física no quadro medida certa/90 dias para reprogramar o corpo exibido pela Tv Globo. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 345-57, 2016.

CARVALHO, F. F. B.; AKERMAN, M.; COHEN, S. C. A promoção da saúde na atenção básica: o papel do setor saúde, a mudança comportamental e a abordagem individual. Estudos Avançados, São Paulo, No Prelo (In Press).

CARVALHO, F. F. B.; NOGUEIRA, J. A. D. Práticas corporais e atividades físicas na perspectiva da promoção da saúde na atenção básica. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 6, p. 1829-38, 2016.

CBCE. Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte. Notícias. Carta do GTT Atividade Física referente ao enfrentamento da Obesidade. Disponível em: . Acessado em: 30 de novembro de 2019.

COLIGAÇÃO BRASIL ACIMA DE TUDO, DEUS ACIMA DE TODOS. Programa de Governo – Partido Social Liberal, 2018. Disponível em: . Acessado em: 10 de outubro de 2019.

COSEMS. Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo. Notícias. Nota Técnica COSEMS/SP: Novo modelo de financiamento da Atenção Primária em Saúde. 2019. Disponível em: . Acessado em: 30 de março de 2020.

FERREIRA, M. S. Agite antes de usar... a promoção da saúde em programas brasileiros de promoção da atividade física: o caso do Agita São Paulo. 2008. 264f. Tese (Doutorado em Ciências) - Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro 2008.

FRAGA, A. B. Exercício da informação: governo dos corpos no mercado da vida ativa. 2005. 175f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

JAKICIC, J.; POWELL, K. E.; CAMPBELL, W. W.; DIPIETRO, L.; PATE, R. R.; PESCATELLO, L. S.; COLLINS, K.A.; BLOODGOOD, B.; PIERCY, K. L. Physical activity and the prevention of weight gain in adults: a systematic review. Medicine & Science in Sports & Exercise, Indianapolis, v. 51, n. 6, p. 1262-9, 2019

LACOMBE, J.; ARMSTRONG, M. E. G.; WRIGHT, F. L.; FOSTER, C. The impact of physical activity and an additional behavioural risk factor factor on cardiovascular disease, cancer and all-cause mortality: a systematic review. BMC Public Health, London, v. 19, n. 1, p. 1-16, 2019.

LEITZKE, A. T.; RIGO, L. C.; KNUTH, A. G. Estratégias biopolíticas de construção do corpo e vigilância da saúde: o caso “Medida Certa”. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Amsterdam, No Prelo (In Press), Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.rbce.2018.12.001.

LOCH, M. R.; DIAS, D. F.; RECH, C. R. Apontamentos para a atuação do profissional de educação física na atenção básica à saúde: um ensaio. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Pelotas, v. 24, n. e0069, 2019.

MANDETTA, L. H. Entrevista concedida ao programa de televisão Roda Viva (TV Cultura, São Paulo), no dia 27 de maio de 2019. Disponível em: . Acessado em: 09 de outubro de 2019.

OLIVEIRA, B. N.; WACHS, F. Educação física, atenção primária à saúde e organização do trabalho com apoio matricial. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Amsterdam, v. 41, n. 2, p. 183-9, 2019.

PAGAC. Physical Activity Guidelines Advisory Committee. 2018. Physical activity guidelines advisory committee scientific report. Washington, DC: U.S. Department of Health and Human Services, 2018. Disponível em: . Acessado em: 29 de março de 2020.

REIS, J. G.; HARZHEIM, E.; NACHIF, M. C. A.; FREITAS, J. C.; D’ÁVILA, O.; HAUSER, L. MARTINS, C.; PEDEBOS, L. A.; PINTO, L. F. Criação da secretaria de atenção primária à saúde e suas implicações para o SUS. Ciências & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 4, n. 9, p. 3457-62, 2019.

REIS, S.; MENESES, S. Novo financiamento da atenção básica: possíveis impactos sobre o Nasf-AB. In: Centro Brasileiro de Estudos de Saúde, Disponível em: . Acessado em: 28 de março de 2020.

SANTOS, S. K.; KAFURE, I. Interação do usuário com a informação em campanhas publicitárias do ministério da saúde. In: XX Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação – ENANCIB, 2019. 20., 2019, Florianópolis. Anais eletrônicos... Florianópolis: ANCIB, 2019. Disponível em: . Acessado em: 09 de outubro de 2019.

SILVA, K. S.; GARCIA, L. M.; RABACOW, F. M.; REZENDE, L. F.; SÁ, T. H. Physical activity as part of daily living: moving beyond quantitative recommendations. Preventive Medicine, Amsterdam, v. 96, p. 160-2, 2017.

SOUZA JÚNIOR, M. B. M.; MELO, M. S. T.; SANTIAGO, M. E. A análise de conteúdo como forma de tratamento dos dados numa pesquisa qualitativa em educação física escolar. Movimento, Porto Alegre, v. 16, n. 03, p. 31-49, 2010.

VIEIRA, V. R.; SILVA, J. V. P. Barreiras à prática de atividade físicas no lazer de brasileiros: revisão sistematizada. Pensar a Prática, Goiânia, v. 22, p. 54448, 2019.

WENDT, A.; CARVALHO, W. R. G.; SILVA, I. C. M.; MIELKE, G. I. Preferências de atividade física em adultos brasileiros: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Pelotas, v. 24, n. e0079, 2019.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário
';