Práticas avaliativas na educação física escolar: um estudo com professores de Miracema do Tocantins (TO)

Marciel Barcelos

Resumo


OBJETIVO: O foco desta pesquisa foi compreender quais práticas avaliativas têm sido mobilizadas na educação física escolar no município de Miracema do Tocantins (TO). MÉTODOS: A pesquisa configura-se como um estudo de caso e utilizou como instrumento de produção de fontes um questionário estruturado e aplicado junto a cinco professores com formação em educação física do município de Miracema do Tocantins (TO). Os dados produzidos foram organizados por meio do software SPSS, v. 20.0, apresentados em forma de quadros. Utilizou-se a literatura sobre avaliação para aprendizagem na análise de dados. RESULTADOS: O estudo sinalizou o movimento auto formativo dos professores no tocante a avaliação para aprendizagem, bem como a dificuldade em compreender quais os objetivos que devem ser avaliados. Também sinalizou a utilização de práticas avaliativas associadas com a perspectiva da medida e em menor quantidade aquelas pautadas no protagonismo dos alunos. CONCLUSÃO: Conclui-se que os docentes pesquisados mobilizaram uma variedade de práticas avaliativas para aprendizagem na educação física escolar, contudo privilegiaram o aprendizado sobre o conteúdo em detrimento do fazer corporalmente. ABSTRACT. Evaluative practices in school physical education: a study with teachers from Miracema do Tocantins (TO), Brazil. OBJECTIVE: The focus of this research was to understand which evaluative practices have been mobilized in school physical education in the municipality of Miracema do Tocantins (TO), Brazil. METHODS: The research is configured as a case study and used as a source production tool a structured questionnaire applied to five teachers with training in physical education in the municipality of Miracema do Tocantins (TO), Brazil. The data produced was organized using the SPSS 20.0 software. presented in the form of tables. Literature on assessment for learning in data analysis was used. RESULTS: The study signaled the teachers’ self-training movement with regard to assessment for learning, as well as the difficulty in understanding which objectives should be assessed. It also signaled the use of evaluative practices associated with the perspective of the measure and to a lesser extent those based on the protagonism of the students. CONCLUSION: It is concluded that the researched teachers mobilized a variety of evaluative practices for learning in physical education at school, however they favored learning about content rather than doing bodily.

Palavras-chave


Avaliação; aprendizagem; educação física

Texto completo:

PDF

Referências


BARCELOS, M.; SANTOS, W.; FERREIRA NETO, A. Aprender na educação física: diálogos com as crianças e a professora. Journal of Physical Education, Maringá, v. 28, p. 1-16, 2017.

BARCELOS, M.; SANTOS, W.; FERREIRA NETO, A. Crianças, infância e escolarização: tessituras na transição da educação infantil para o ensino fundamental de nove anos. Motrivivência, Florianópolis, v. 27, n. 45, p. 84-101, 2015.

BLACK, P.; WILIAM, D. In praise of education research: formative assessment. British Educational Research Journal, New Jersy, v. 29, n. 5, p. 623-37, 2003.

BOLZAN, E; SANTOS, W. Propostas didático-pedagógicas e suas projeções para o ensino da educação física. Revista da Educação Física, Maringá, v. 26, n. 1, p. 43-57, 2015.

CAPARROZ, F. E. Entre a educação física na escola e a educação física da escola: a educação física como componente curricular. Vitória: CEFD-UFES, 1997.

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Porto Alegre: Artmed, 1994.

CHARLOT, B. Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artmed, 2000.

ESTEBAN, M. T. O que sabe quem erra? Reflexões sobre a avaliação e fracasso escolar. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

FOSCARINI; N. B.; FONSECA, G. M. M. A avaliação na educação física escolar: o discurso dos professores. Caderno de Educação Física e Esportes, Marechal Cândido Rondon, v. 9, n. 16, p. 97-107, 2010.

FROSSARD, M. L. Avaliação educacional em educação física: um mapa da produção acadêmica de 1930-2014. 2015. 167f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2015.

LANO, M. B. Usos da avaliação indiciária na educação física com a educação infantil. 2019. 148f. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2019.

MENDES, E. H.; BARBOSA-RINALDI, I. P. Avaliação da aprendizagem na educação física escolar: caminhos percorridos e desafios atuais. Caderno de Educação Física e Esportes, Marechal Cândido Rondon, v. 18, n. 1, p. 119-23, 2020.

MICHEL, M. H. Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2015.

OLIVEIRA, A. Etnografia e pesquisa educacional: por uma descrição densa da educação. Educação Unisinos, São Leopoldo, v. 3, n. 17, p. 271-80, 2013.

POLTRONIERI, H.; CANLDERON, A. I. Avaliação na educação básica: a revista estudos em avaliação educacional. Revista Avaliação Educacional, São Paulo, v. 23, n. 53, p. 82-103, 2012.

SANTOS, W. Currículo e avaliação na educação física: do mergulho à intervenção. Vitória: Proteoria, 2005.

SANTOS, W.; FROSSARD. M. L.; MATOS, J. M. C.; FERREIRA NETO, A. Avaliação em educação física escolar: trajetória das produções acadêmicas em periódicos (1932-2014). Movimento, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 9-22, 2018.

SANTOS, W.; MATHAS, B. J.; MATOS, J. M. C.; VIEIRA, A. O. Avaliação na educação física escolar: reconhecendo a especificidade de um componente curricular. Movimento, Porto Alegre, v. 21, n. 1, p. 205-18, 2015.

SANTOS, W.; VIEIRA, A. O.; MATHIAS, B. J.; BARCELOS, M.; CASSANI, J. M. Avaliação na educação física escolar: analisando as experiências das crianças em três anos de escolarização. Movimento, Porto Alegre, v. 25, p. 1-17, 2019.

SCHNEIDER, O.; BUENO, J. G. S. A relação dos alunos com o saber compartilhado nas aulas de educação física. Movimento, Porto Alegre, v. 11, n. 3, 2005.

TOCANTINS. Documento curricular do Tocantins ensino fundamental: linguagens. Secretaria de educação, juventude e esportes. Governo do estado do Tocantins. 2020. Disponível em: . Acessado em: 15 de fevereiro de 2020.

VAGO, T. M. Pensar a educação física na escola: para uma formação cultural da infância e da juventude. Cadernos de Formação RBCE, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 25-42, 2009.

VIANNA, H. M. Avaliação educacional: teorias, modelos e planejamento. São Paulo: IBRASA, 2000.

VIEIRA, A. O. Educação física e a pedagogia da infância: leituras das práticas avaliativas por narrativas e imagens. 2018. 320f. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2018.




DOI: https://doi.org/10.36453/2318-5104.2020.v18.n2.p131

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2020 Direitor Autorais Partilhados

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Caderno de Educação Física e Esporte

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Campus de Marechal Cândido Rondon

Rua Pernambuco, 1777 | Centro

Marechal Cândido Rondon | Paraná | 85960-000

F: (45) 3284 7855

E-mail: revista.cefe@unioeste.br

Facebook: https://www.facebook.com/RevistaCEFE/